Frei Jaime: coisas do coração - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Opinião04/01/2019 | 06h00Atualizada em 04/01/2019 | 06h00

Frei Jaime: coisas do coração

 A vida segue em movimento, independentemente do que se passa lá fora

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! O ano novo já está se encaminhando... que a intensidade dê significado para todos os momentos... Cada um deve escolher o seu próprio jeito de viver! Que a paz inunde o coração e todo o nosso ser... Vamos lá! É sexta-feira: tem muito movimento pela frente! 

"O coração não nos diz para onde ir, mas onde ficar."

Leia mais
Frei Jaime: necessários intervalos
Frei Jaime: acrescentar melhorias

A vida segue em movimento, independentemente do que se passa lá fora. De um jeito ou de outro, cada um deve tornar-se, com o passar dos dias, protagonista da sua própria história. As escolhas, os investimentos em conhecimento, a persistência e a fé: tudo influencia na conquista do ideal. Mas só consegue se aproximar da plenitude, quem sabe lidar com o coração. É muito interessante o que o coração faz: ele não diz para onde ir, mas sabe dizer onde é conveniente permanecer. Escutar a razão é muito mais prático e rápido do que escutar o coração. Uma pessoa excessivamente racional, com o tempo, se distancia da afetividade. 

É importante chegar ao ponto de equilíbrio entre razão e emoção. Mas o coração sempre carregará consigo um pouco de mistério e, também, uma certa ausência de argumentos e ponderações. De um dia para outro, o coração inventa ficar num lugar, passados alguns dias, já quer ir para outro lugar. Coisas do coração, que precisa ser educado, cultivado e abraçado. A razão nem pensou na possível tomada de decisão e o coração, às vezes meio apressado, decide acampar em outro endereço. O humano não seria feliz, se não tivesse coração. Porém, não faz bem deixar que o coração comande sozinho o espetáculo. 

Em tudo na vida, o equilíbrio consegue abrir espaço para a ponderação e o bom senso se apresenta como harmonizador das diferentes situações. Para saber onde ir, é prudente consultar a razão. Mas na hora de decidir onde ficar, que a voz seja do coração. A percepção que o coração tem é simplesmente fantástica. Não ouvir a voz do coração é desperdiçar tempo e naufragar sonhos. Sim, o coração sabe onde realmente é possível e aconselhável ficar. Então, ouvidos à fala do coração. 

Bênção! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!   

Leia também
Em domínio público, obras de Monteiro Lobato ainda causam polêmica
Etiene Nadine encarna Amy Winehouse em show em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros