Empresas podem apresentar a partir de terça-feira projetos para gerenciamento da iluminação pública de Bento Gonçalves  - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Parceria Público-Privada (PPP)14/01/2019 | 13h35Atualizada em 14/01/2019 | 13h35

Empresas podem apresentar a partir de terça-feira projetos para gerenciamento da iluminação pública de Bento Gonçalves 

Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) deve ser assinado na tarde desta segunda-feira (14)

Gaúcha Serra

 A Parceria Público-Privada (PPP) para o gerenciamento da iluminação pública da Bento Gonçalves deve avançar mais uma etapa nesta segunda-feira (14). O prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, assina às 16h a autorização para Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) durante reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico.  

O cabeamento elétrico da Via Del Vino, no centro de Bento Gonçalves, é subterrâneo, o que deixa a paisagem urbana muito mais limpa.
Proposta da prefeitura consiste na troca de todos os 14 mil pontos de luz, já instalados na cidade, por lâmpadas de LED.Foto: Carina Furlanetto / divulgação

Com a assinatura da PMI, interessados têm 30 dias para apresentar a documentação necessária e receber a autorização para participar. Após esse processo, a empresa tem mais 45 dias para apresentar um projeto completo, que abranja questões técnicas, financeiras e jurídicas para o gerenciamento da iluminação pública do município.  O prazo começa a contar a partir da publicação do procedimento no Diário Oficial do município. 

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Bento Gonçalves, Sílvio Bertolini Pasin, para a escolha do projeto que vai basear a futura licitação, uma comissão mista será formada com a presença de técnicos e especialistas em diversas áreas. Os critérios serão qualitativos, com a parte técnica tendo um peso de 60% e a parte financeira, de 40%. Além disso, também será levado em conta se o projeto atende ou não à legislação vigente. Ao final do processo, a empresa vencedora terá a possibilidade de apresentar a proposta na licitação final que deve ser apresentada em meados de abril. 

A proposta da prefeitura consiste na troca de todos os 14 mil pontos de luz, já instalados na cidade, por lâmpadas de LED. A parceria pretendida é de 25 a 35 anos, com pelo menos uma troca total de todas as lâmpadas do sistema durante esse período. Além disso, o novo sistema deve ter recurso de telegestão, permitindo ao operador saber a localização de cada ponto de luz e receber informações instantâneas, caso alguma lâmpada apresente defeito. Em contrapartida, a empresa vencedora da licitação receberá os valores da Contribuição para Iluminação pública (CIP) para operar o sistema.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros