Preso suspeito de matar mulher a facadas em Lagoa Vermelha  - Pioneiro

Versão mobile

 

Feminicídio08/12/2018 | 12h35Atualizada em 08/12/2018 | 12h35

Preso suspeito de matar mulher a facadas em Lagoa Vermelha 

Juliana Coelho Padilha, 41 anos, foi morta com golpes no pescoço e no abdômen  

 A Brigada Militar, após buscas no final da noite de sexta-feira (7), em Lagoa Vermelha, no norte do Rio Grande do Sul, prendeu um homem de 47 anos, morador da cidade de Manoel Viana. Em depoimento à Polícia Civil, ele confessou ser o autor do feminicídio de Juliana Coelho Padilha, 41 anos, ocorrido horas. 

Segundo a investigação, o homem foi localizado após denúncia anônima. Ele estava embriagado quando foi preso, em um bar do município.

Após depoimento, foi encaminhado para o presídio local. O nome dele não foi divulgado oficialmente pela polícia.

Juliana foi morta dentro de uma residência na tarde de sexta-feira. Testemunhas informaram à polícia que ouviram uma discussão no local, mas que não viram os envolvidos. Mesmo assim, acionaram a Brigada Militar.

A vítima foi encontrada morta com marcas de golpes de faca nas regiões do pescoço e do abdômen. A faca usada no crime foi apreendida junto com uma carta de desabafo que teria sido escrita pelo preso. Ele, que fugiu após o crime, teria informado que a situação entre o casal estava conturbada.

Leia também
Organização desmantelada em Lagoa Vermelha está ligada a assassinatos e tráfico de drogas
Operação contra organização criminosa prende grupo em Lagoa Vermelha

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros