Apreensão de 180kg de drogas é a quarta ação contra quadrilha de Caxias do Sul - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Operação Hidra13/07/2018 | 20h16Atualizada em 13/07/2018 | 20h16

Apreensão de 180kg de drogas é a quarta ação contra quadrilha de Caxias do Sul

Para delegado, o grupo investigado está acima de facções e suas disputas por territórios

Apreensão de 180kg de drogas é a quarta ação contra quadrilha de Caxias do Sul Leonardo Lopes/Agência RBS
Foram apreendidos 110 quilos de maconha e 50 quilos de cocaína, além de 20 quilos de pasta base Foto: Leonardo Lopes / Agência RBS

A interceptação de um carregamento de 180 quilos de cocaína e maconha na BR-470, nesta sexta-feira, foi mais uma ação policial contra a organização criminosa supostamente liderada por Geferson José Reis Lorandi, 40 anos. Apesar do líder estar recolhido no Presídio Regional de Caxias do Sul desde setembro do ano passado, o esquema insiste em distribuir drogas em pelo menos cinco municípios da Serra. Por outro lado, o bando perdeu mais de R$ 400 mil, cinco armas e 215 quilos de entorpecentes desde setembro do último ano devido a ações policiais.

Leia mais:
MP de Caxias denuncia suposto líder que trazia drogas de Santa Catarina
Ação do MP de Santa Catarina apreende drogas e R$ 409 mil em Caxias do Sul

O flagrante desta sexta-feira aconteceu na BR-470, em Garibaldi, próximo ao trevo com a ERS-453. O ponto estratégico foi escolhido pela Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), para abordar uma carreta, com placas de Taquara, que transportava aproximadamente 110 quilos de maconha e 50 quilos de cocaína, além de 20 quilos de pasta base do mesmo entorpecente — o que renderia mais 100 quilos de cocaína quando preparados para venda. O motorista de 50 anos foi preso em flagrante. Ele é natural de Ronda Alta, mas não teve a identidade divulgada oficialmente.

A carreta, conforme a investigação da Polícia Civil, seguiria até Caxias do Sul, obedecendo a instruções do esquema criminoso liderado por Lorandi. Essa quadrilha, conforme o delegado Adriano Linhares, está no topo da pirâmide do tráfico na região:

— Eles estão acima dessas disputas de território e pontos de venda. Estão no topo, são os responsáveis por  fazer a travessia de Foz do Iguaçu até Caxias do Sul e distribuir as drogas pela nossa região. Esse grupo não trabalha com consumidores. Eles entregam (os entorpecentes) para outros traficantes, que repassam para outros traficantes menores venderem (nos bairros).

A operação desta sexta-feira foi batizada de Hidra — monstro da mitologia grega que quando se cortava uma cabeça, nascia outra em seu lugar. O nome é uma referência a quantidade de prisões realizadas contra esta quadrilha.

Arma apreendida chama atenção

Ação conjunta intercepta carreta com cerca de 180 quilos de drogas em Garibaldi
Pistola calibre 5.7 é conhecida por perfurar coletes balísticosFoto: Leonardo Lopes / Agência RBS

Além dos entorpecentes, os policiais encontraram uma pistola calibre 5.7 e mais de 300 munições do mesmo calibre na ação desta sexta-feira. Esse calibre é conhecido por perfurar coletes balísticos e tem a comercialização proibida no Brasil.

— Uma arma com essa potencialidade chama atenção. É, mais uma vez, prova de que o tráfico de drogas e a violência andam juntos, no mesmo caminhão — aponta o delegado Linhares.

AÇÕES CONTRA A QUADRILHA
::Operação Jurerê

Em 22 de setembro de 2017, a Defrec prendeu Geferson José Reis Lorandi que, de acordo com a investigação, liderava um esquema que trazia cocaína de Santa Catarina e abastecia pontos de venda em Caxias do Sul, Bento Gonçalves, São Marcos, Ipê e Antônio Prado. . Na ocasião, são apreendidos 8,5 quilos de cocaína, 500g de maconha, uma pistola .380 e cerca de R$ 33 mil. Em novembro daquele ano, Lorandi foi denunciado pelo Ministério Público (MP). O processo tramita na 3ª Vara Criminal.

:: Operação Safari
Em 22 de janeiro de 2018, a ação do Ministério Público (MP) de Santa Catarina apreendeu R$ 409 mil em um apartamento do bairro Forqueta. Na ocasião, dois homens foram presos. Em outro endereço do mesmo bairro, foram encontrados 3,7 quilos de cocaína, um revólver .38 e 73 munições diversas.

:: Entrega interceptada
Em 28 de março de 2018, a Defrec e a PRF interceptaram uma carga de 33 quilos de cocaína em uma Hillux em Caxias do Sul. Um casal foi preso em flagrante e, na sequência, foram encontradas duas armas na casa do investigado.

:: Operação Hidra
Em 13 de julho de 2018, uma nova ação conjunta com a PRF, a Defrec interceptou uma carreta na BR-470, em Garibaldi, que transportava 180 quilos de cocaína e maconha. A droga vinha de Foz do Iguaçu.

Resultado:
:: 7 pessoas presas
:: R$ 442 mil apreendidos
:: 5 armas recolhidas
:: 95,2 quilos  de cocaína apreendidos
:: 10 quilos  de pasta base de cocaína apreendidos
:: 110,5 quilos de maconha apreendidos

Leia também:
Foragido de Santa Catarina é assassinado em Caxias do Sul
Prefeitura anuncia construção de Plantão Pediátrico 24 Horas em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros