Tudo que se sabe até agora sobre a menina desaparecida em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 

Caso Naiara13/03/2018 | 14h33Atualizada em 16/03/2018 | 17h16

Tudo que se sabe até agora sobre a menina desaparecida em Caxias do Sul

Sumiço de Naiara Soares Gomes, 7 anos, quando ia para escola já completou 100 horas

Tudo que se sabe até agora sobre a menina desaparecida em Caxias do Sul Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Nayara Soares Gomes, 7 anos Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Após mais de 100 horas do desaparecimento de Naiara Soares Gomes, 7 anos, a Polícia Civil de Caxias do Sul ainda não tem uma linha de investigação consolidada. A menina sumiu nas imediações do bairro Esplanada, quando caminhava da casa dos tios, no bairro Monte Carmelo, até a Escola Municipal Renato João Cesa, no São Caetano.

Leia mais:
Vídeo: O que mostram as câmeras do caminho onde menina desapareceu em Caxias
Período de mais de 90 horas sem informações sobre menina desaparecida em Caxias intriga a polícia
Menina que desapareceu em Caxias estava sozinha no trajeto à escola
Polícias civis de Vacaria e Caxias do Sul intensificam buscas por criança desaparecida

Confira abaixo as principais perguntas sobre o caso e o que se sabe até agora.

1) A menina foi levada por algum familiar?
Disputa pela guarda geralmente é a primeira hipótese levantada pela Polícia Civil em casos de desaparecimento de crianças. No sábado, buscas foram realizadas em Vacaria, onde mora a mãe de Naiara _ a criança mora com uma tia no bairro Monte Carmelo, em Caxias. A mãe não possui a guarda da criança e os investigadores não identificaram nenhum indício contra ela. Portanto, a suspeita foi descartada pelos investigadores. 

2) A menina fugiu de casa?
A hipótese está descartada. A menina não possuía histórico neste sentido e as imagens de câmeras de monitoramento mostram que ela realmente estava a caminho da escola. Nayara também era conhecida no ambiente escolar por ser amigável e cumprimentar a todos.

3) O primo está envolvido com o sumiço?
O adolescente de 15 anos era o responsável por levar a menina para a escola, mas a deixou no meio do caminho para esperar a namorada. Apesar do rapaz afirmar que esta foi apenas a segunda vez que ele deixou a prima ir sozinha, alguns indícios apontam que isso seria uma rotina. As imagens mostram que Nayara não estranhava caminhar sozinha. A menina também possuía uma presença escolar maior que a do adolescente, ou seja, Naiara costumava ir para escola em dias que o primo faltava. As imagens do trajeto também corroboram com a versão: a menina aparece caminhando em direção a escola e está alegre ao falar com uma colega, que depois prosseguiu seu caminho de van enquanto Nayara continuou a pé. Não há qualquer indício contra o adolescente.

4) A menina foi raptada?
Esta hipótese ganha força devido ao longo período sem informações da menina. A trama comum, nesses casos, é que alguém teria convencido a jovem a entrar em um carro oferecendo doces ou carona. Se a garota embarcou de boa vontade, é possível que ninguém tenha notado a movimentação. Se houve um rapto, o que autor pretendia fazer com a menina ainda é um mistério.

5) Se houve um rapto, onde ocorreu?
Não há certeza do local, pois ainda não se sabe o que aconteceu com a criança. Uma das hipóteses é que a abordagem pode ter ocorrido na região da Rua Júlio Calegari perto da Rua Marcelino Ramos. O caminho normal de Naiara para a Escola Municipal Renato João Cesa, no bairro São Caetano, seria pela Rua Pixinguinha, mas não há nenhuma imagem ou relato que comprove que a menina chegou até este ponto.

6) Quem raptou a menina?
Este é o grande mistério da investigação. A Polícia Civil não encontrou nenhum motivo ou suspeito do rapto. A equipe de investigação monitora criminosos com perfil de abusar de crianças, mas nenhum deles teve relação estabelecida com o caso de Nayara até agora. Em 2014, um homem foi preso após cometer crimes semelhantes na região do Esplanada. Ele visualiza crianças sozinhas, as convidava para entrar no carro e, então, abusava delas. Esse homem continua recolhido no sistema penitenciário.

7) A menina foi levada por um carro branco?
Não há confirmação de que alguém em um carro sequestrou a criança, mas apenas um rumor que surgiu no dia do sumiço. Duas crianças teriam visto Nayara próxima a um carro branco próximo ao Mercado Berzan, na Rua Júlio Calegari. Os relatos, porém, não são precisos e a Polícia Civil tenta achar imagens de câmeras para tentar confirmar os fatos. Imagens analisadas até agora mostram dezenas de carros brancos circulando por aquela região na manhã do sumiço, mas nenhuma mostra a menina perto de algum veículo ou um movimento suspeito.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros