Quatro dias após ataque a carro-forte em Bento Gonçalves, polícia mantém buscas por criminosos - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 

Buscas10/02/2018 | 12h03

Quatro dias após ataque a carro-forte em Bento Gonçalves, polícia mantém buscas por criminosos

Barreiras seguem montadas em pontos estratégicos do Vale dos Vinhedos e acessos de Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul

Quatro dias após ataque a carro-forte em Bento Gonçalves, polícia mantém buscas por criminosos Porthus Junior/Agencia RBS
BM diz que recebe quase diariamente informações sobre movimentações suspeitas Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Quatro dias após ataque a carro-forte em Bento Gonçalves,  a polícia mantém buscas a criminosos na Serra. O cerco é mantido com o mesmo efetivo de sexta-feira de policiais militares da região com apoio do 1º Batalhão de Operações Especiais de Porto Alegre. Barreiras seguem montadas em pontos estratégicos do Vale dos Vinhedos e acessos de Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul.

Leia mais:
"Os criminosos subestimaram o poder de fogo da Serra", afirma capitão da BM em Bento Gonçalves
Cerco a assaltantes de carro-forte continuará enquanto for necessário, dizem BM e PRF
Preso no ataque a carro-forte em Bento Gonçalves já matou comerciante em Garibaldi
Polícia recupera R$ 828 mil que haviam sido levados de carro-forte atacado em Bento Gonçalves 

De acordo com o capitão Diego Caetano, comandante da 1ª Companhia do 3º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (3º BPAT) de Bento Gonçalves, o cerco permanece porque quase diariamente a polícia tem informação de movimentações suspeitas relatadas por parte de moradores. 

Na sexta-feira, uma espingarda foi localizada em um matagal próximo à comunidade de Linha 100 da Leopoldina, em Monte Belo do Sul. A polícia acredita que a arma teria sido utilizada no roubo ao carro-forte ocorrido na BR-470, entre Bento Gonçalves e Veranópolis, na manhã de terça-feira (6), porque aparenta ter sido modificada para comportar calibre maior.

Policiais também foram informados na sexta que um homem saiu do mato e tentou abordar um motorista pedindo carona. Segundo o capitão da BM, as descrições coincidem com a de outra família que teria sido abordada por um indivíduo pedindo comida. Ainda durante a semana, a polícia obteve relatos de habitantes do entorno que flagraram suspeito comendo uvas.

Leia também:
Ladrão arromba CVV e telefone 188 está fora de serviço em Caxias do Sul
"Não encontramos nada que possa dar vazão ao prosseguimento da denúncia", diz advogado do prefeito de Caxias
Banho solidário e outras iniciativas ajudam a humanizar o cotidiano nas ruas de Caxias do Sul

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros