Polícia Civil prende empresário suspeito de matar usuários de drogas em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro
 

Duplo homicídio01/02/2018 | 18h24Atualizada em 02/02/2018 | 09h56

Polícia Civil prende empresário suspeito de matar usuários de drogas em Caxias do Sul

O crime seria um caso de "justiça com as próprias mãos"

Polícia Civil prende empresário suspeito de matar usuários de drogas em Caxias do Sul Leonardo Lopes/Agência RBS
Apreendido pela investigação, Audi A5 do empresário foi flagrado próximo ao local do crime Foto: Leonardo Lopes / Agência RBS

Um empresário sem antecedentes criminais foi o autor do assassinato de dois usuários de drogas no bairro Cristo Redentor, em Caxias do Sul, na manhã do dia 12 de janeiro. É o que aponta a investigação da Delegacia de Homicídios, que efetuou a prisão temporária do empresário em sua revenda de gás no bairro Planalto, na tarde desta quinta-feira. A motivação seria um suposto furto cometido na casa dos pais do investigado por um dos homens que foi morto. A companheira do empresário também foi presa, pois há indícios que ela teve participação no crime.

Leia mais:
Dois homens são executados no bairro Cristo Redentor, em Caxias do Sul

Devido ao perfil de Paulo Ricardo Cieslik, 29 anos, e Willian dos Santos Francischelli, 25, o caso foi tratado inicialmente como um homicídio relacionado ao tráfico de drogas ou uma possível desavença dentro do sistema penitenciário. A trama foi alterada quando foram descobertas imagens que mostram um Audi A5 branco perto da cena do crime.

_ No decorrer das investigações, foi constatado que as mortes decorreram de furto praticado por um deles (Cieslik ou Francischelli) em uma residência no mesmo bairro onde eles (corpos) foram encontrados. Após, o filho dos proprietários acabou fazendo "justiça com as próprias mãos" e executou os dois naquela viela _ comenta o delegado Rodrigo Kegler Duarte, chefe da Delegacia de Homicídios.

Um empresário sem antecedentes criminais foi o autor do duplo homicídio de usuários de drogas em Caxias do Sul na manhã do dia 12 de janeiro. É o que aponta a investigação da Delegacia de Homicídios, que efetuou a prisão temporária do suspeito em sua revenda de gás. A motivação seria um suposto furto cometido por um dos homens que foi morto. A companheira do empresário também foi presa.
Foto: Leonardo Lopes / Agência RBS

A ação da tarde desta quinta-feira também apreendeu um revólver calibre .22 na casa que, supostamente, foi arrombada e furtada. A arma foi remetida para perícias para confirmar se é a mesma utilizada do crime. O revólver estava com o registro vencido. O Audi utilizado no crime também foi recolhido pela Polícia Civil.

Para o delegado Duarte, não há dúvidas de que o caso é uma execução. Os indícios apontam que foram furtados um celular, relógio e uma quantia em dinheiro da casa dos pais do investigado. Ao invés de procurar a Polícia Civil para registrar o crime, o empresário procurou pelo autor e o encontrou  em um beco perto da Rua Padre Antônio Vieira, local conhecido pelo consumo de entorpecentes.

A forma que os dois corpos foram encontrados apontam que Cieslik ou Francischelli foram rendidos e colocados de joelhos. Francischelli, possivelmente o autor do suposto furto, foi executado com dois tiros na cabeça. Cieslik levou um tiro.

— (Com a prisão temporária) temos 30 dias para esclarecer melhor os fatos. Os indícios são de que o segundo homem foi executado apenas por estar junto. Oficialmente, ainda não coletamos os depoimentos dos investigados, quando eles poderão relatar a versão deles sobre os fatos. O que posso dizer é que as provas são bastante contundentes em desfavor deste homem (o empresário) — aponta o delegado.

Como as prisões são temporárias, os nomes do casal preso não foram divulgados pela Polícia Civil.

Leia também:
Vaias ao prefeito de Caxias mostram que embates com governo estão longe de acabar
Falta de educação e fiscalização frágil facilitam a proliferação de lixões clandestinos em Caxias do Sul
Prefeitura de Bento abre terceira licitação para venda de terrenos

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros