Moradores denunciam envenenamento de animais em condomínio de Caxias - Polícia - Pioneiro
 

Crime15/02/2018 | 14h15Atualizada em 15/02/2018 | 14h15

Moradores denunciam envenenamento de animais em condomínio de Caxias

Pelo menos quatro bichinhos teriam ingerido substância tóxica

Moradores denunciam envenenamento de animais em condomínio de Caxias Claudino de Moura/divulgação
Shih tzu Fred, de quatro anos, se recupera em clínica veterinária Foto: Claudino de Moura / divulgação

Moradores de um condomínio no bairro Marechal Floriano, em Caxias do Sul, suspeitam que os animais de estimação dos residentes tenham sido envenenados propositalmente. 

De acordo com o zelador do prédio, Claudino Lopes de Moura, 46, o cachorro dele teve que ser socorrido para uma clinica veterinária após ingerir pedaços de carne moída com veneno que estavam no jardim do residencial. Além disso, um gato morreu e outros dois estão desaparecidos. Ele registrou uma ocorrência policial na manhã desta quinta-feira (15).

Leia mais
Ação conjunta desmantela canil clandestino em Caxias do Sul
Justiça condena vereador e outros dois homens por morte de cães e gatos em Bom Jesus

Lopes, que mora no local, conta que encontrou a carne envenenada por volta das 10h40min da manhã desta quarta (14), quando o cachorro dele, um shih tzu de quatro anos chamado Fred, começou a passar mal.

— Eu sabia que algo estava errado quando ele foi direto para essa parte do jardim, ele nunca vem para cá. Depois, quando a minha esposa me ligou, ele estava vomitando e eu achei (o veneno).

Moradores de condomínio no bairro Marechal Floriano, em Caxias, denunciam envenenamento de animais. Pelo menos quatro gatos e cachorros teriam ingerido a substância.
Zelador do prédio, Claudino Lopes de Moura mostra onde encontrou a substânciaFoto: Lucas Demeda / Agência RBS

O zelador recolheu todos os pedaços de carne e resquícios de veneno que encontrou. O material está em análise, mas os moradores acreditam que se trate da substância conhecida como "chumbinho", geralmente usada para combater ratos. A comercialização do veneno é proibida. 

Ainda na tarde de quarta, outros residentes notaram a falta dos gatos, que viviam na área comum do condomínio após terem sido "adotados" por uma moradora, que arcou com a castração a implantação de chips nos animais. Um dos gatos apareceu morto no pátio do prédio e os outros ainda não foram localizados.

— Eu tenho filhos, está cheio de crianças que costumam correr por aqui. Imagina se um deles pega o veneno? — questiona Lopes, que é pai de dois gêmeos de um ano e nove meses. 

A síndica do condomínio, Elizete Martins Molon, 64, afirma que o local tem câmeras de vigilância. As imagens estão sendo recuperadas para ajudar na investigação.

— Quero que a polícia investigue. É gravíssimo, ninguém tem o direito de fazer isso — lamenta.

Lopes relata que já teve um cão envenenado há cerca de quatro anos  não vai deixar que a situação se repita.

— Na época eu não levei para frente, não queria me incomodar. Agora, não vamos deixar assim — desabafa.

Moradores de condomínio no bairro Marechal Floriano, em Caxias, denunciam envenenamento de animais. Pelo menos quatro gatos e cachorros teriam ingerido a substância.
Lopes exibe a substância encontrada no jardim do condomínioFoto: Lucas Demeda / Agência RBS

Leia também
Horário de Verão termina neste final de semana
Garantir a segurança em eventos com milhares de pessoas é desafio em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros