Brigada Militar encontra veículo utilizado na fuga de criminosos que atacaram carro-forte na Serra - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Polícia15/02/2018 | 18h21Atualizada em 15/02/2018 | 18h35

Brigada Militar encontra veículo utilizado na fuga de criminosos que atacaram carro-forte na Serra

Montana estava escondida num matagal em Garibaldi. Cerco policial já dura 10 dias

Brigada Militar encontra veículo utilizado na fuga de criminosos que atacaram carro-forte na Serra Brigada Militar / divulgação/divulgação
Foto: Brigada Militar / divulgação / divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Policiais militares que fazem buscas aos criminosos que atacaram um carro-forte na semana passada, em Bento Gonçalves, localizaram na tarde desta quinta-feira a Montana utilizada pelos bandidos para fugir da barreira policial ainda no dia do crime. De acordo com o major Álvaro Martinelli, o veículo estava camuflado num matagal na cidade de Garibaldi. Dentro dele foi encontrado apenas um estojo com munições.

— Decidimos fazer o caminho inverso dos criminosos e encontramos um rastro deixado por eles. A partir daquele ponto, localizamos a Montana bem escondida na mata. O local exato de onde ela foi abandona fica distante cerca de 20 a 30 Km de onde ocorreu o confronto com os policiais no dia do assalto — conta.

Leia mais
"Os criminosos subestimaram o poder de fogo da Serra", afirma capitão da BM em Bento Gonçalves
Preso no ataque a carro-forte em Bento Gonçalves já matou comerciante em Garibaldi
Polícia recupera R$ 828 mil que haviam sido levados de carro-forte atacado em Bento Gonçalves
Após cerco, polícia liberta refém e prende três suspeitos de ataque a carro-forte na Serra
Em oito momentos, como foi o ataque a carro-forte em Bento Gonçalves  

O veículo havia sido roubado no município de Santa Tereza, quando um Civic utilizado pelos bandidos estragou. Os criminosos, então, utilizaram a Montana para furar o bloqueio da Brigada Militar (BM). Outros dois carros usados por eles, um C4 e um Peugeot, não conseguiram passar pela barreira. Houve troca de tiros e três criminosos acabaram presos. Dias depois, no último sábado, um quarto integrante do grupo foi preso dentro de uma casa abandonada na mesma região.

Antes dessa prisão, na quarta-feira, o roubo de um caminhão numa gruta de Garibaldi chamou a atenção da polícia. Na ocasião, o motorista do veículo foi obrigado a seguir com dois criminosos para Viamão, na Região Metropolitana. Inicialmente, a polícia suspeitava que o roubo havia sido praticado por dois bandidos que participaram do ataque ao carro-forte. Com a localização da Montana, a hipótese se confirma.

—  Encontrar a Montana tira a dúvida de que os dois bandidos que fizeram um motorista refém e fugiram em um caminhão, de fato, participaram do ataque ao blindado. Agora, seguimos com as buscas na região de Monte Belo Sul, pois sabemos que ao menos outros dois ou três criminosos estão refugiados no matagal  — explica Martinelli.

O cerco da BM já dura 10 dias e deve se estender até que os criminosos que permanecem na mata sejam localizados. Na noite da última quarta-feira, ao menos dois bandidos tentaram entrar numa moradia. Conforme relatos de moradores, eles pediaram comida e carona para fora do município de Monte Belo do Sul. Porém, nenhuma família abriu a porta ou atendeu aos pedidos. 

Esse é o maior cerco policial da história da Serra Gaúcha. Os policiais estão embrenhados em matas, percorrem propriedades rurais e também fazem barreiras em rodovias e estradas vicinais. 

Segundo o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), oito ou nove criminosos participaram do assalto contra o blindado da Brinks na BR-470, na manhã do dia 6 de fevereiro. O bando parou o veículo com tiros de metralhadora calibre .50 e fuzis. Após, os assaltantes implodiram o cofre e carregaram cerca de R$ 950 mil. Cerca de R$ 828 mil foram recuperados pela polícia. 

Leia também:
Cão perdido espera pelo dono ao lado de uma porteira em São Francisco de Paula
Moradores denunciam envenenamento de animais em condomínio de Caxias
Comunidade protesta contra saída de diretora que mudou cenário de escola de Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros