Ação da Polícia Civil apreende joias e 544 pedras de crack em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro
 

Operação Madre30/01/2018 | 17h33Atualizada em 30/01/2018 | 18h18

Ação da Polícia Civil apreende joias e 544 pedras de crack em Caxias do Sul

Um homem de 22 anos foi preso

Ação da Polícia Civil apreende joias e 544 pedras de crack em Caxias do Sul Polícia Civil/divulgação
Foto: Polícia Civil / divulgação

A Polícia Civil de Caxias do Sul apreendeu 544 pedras de crack e 110 pacotes de cocaína na tarde desta terça-feira. Deflagrada pela Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), a Operação Madre cumpriu três mandados de busca e apreensão, sendo dois no bairro Jardelino Ramos e um no Jardim América.

Leia mais:
Preso pela BM, homem confessa morte de morador do Campos da Serra, em Caxias do Sul
Polícia Civil encontra pés de maconha em horta de milho de São Marcos

O alvo da operação é uma mulher que, segundo relatos de moradores, está envolvida com o tráfico de drogas há mais de uma década e costuma ostentar o dinheiro conquistado com a prática criminosa. A investigação comprovou que é ela quem abastece um antigo ponto de venda no Jardelino Ramos.

Ação da Polícia Civil apreende joias e 544 pedras de crack em Caxias do Sul
Foto: Polícia Civil / divulgação

A Defrec monitorou os passos da investigada por três meses. O indícios apontam que foi com o dinheiro oriundo do tráfico que ela comprou um automóvel e imóveis de luxo, além de ter pago uma viagem para Cancún (México). Os mandados de busca e apreensão cumpridos nesta terça-feira foram em imóveis no nome dela: dois apartamentos e uma casa.

Nos endereços, além dos entorpecentes, foram encontradas uma pistola calibre .22, uma arma de pressão e um simulacro de arma de fogo. Também foram apreendidas diversas joias que podem ter sido compradas com o dinheiro de roubos, assim como outros objetos sem procedência encontrados. 

Na ação, um homem de 22 anos, que não teve a identidade divulgada, foi preso em flagrante por tráfico de entorpecentes e posse de arma de fogo. Ele possui antecedentes por tráfico, roubo a motorista, receptação e porte ilegal de arma de fogo. De acordo com a Defrec, ele é o companheiro da mulher que é alvo da Operação Madre. 

A investigada não foi encontrada. Como as apreensões comprovam a prática criminosa, a Defrec deverá representar pela prisão preventiva dela nas próximas semanas.

Leia também:
Mesmo com aumentos, preço médio da gasolina baixou neste mês em Caxias
Impeachment do prefeito de Caxias volta à cena com fim do recesso do Legislativo
No Arquivo Histórico, candidatas a rainha da Festa da Uva conhecem detalhes sobre a história de Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros