Autora de assassinato que fugiu de hospital de Caxias é presa pela Brigada Militar  - Polícia - Pioneiro

Justiça05/12/2017 | 11h24Atualizada em 05/12/2017 | 11h24

Autora de assassinato que fugiu de hospital de Caxias é presa pela Brigada Militar 

Janete Calloni é acusada de ter matado marido a machadadas

Pioneiro
Pioneiro

Acusada de ter matado o próprio marido a machadadas, Janete Lourdes Ribeiro Calloni, 55 anos, fugiu do Hospital Virvi Ramos, em Caxias do Sul, e foi recapturada na manhã desta terça-feira pela Brigada Militar (BM).

Janete havia sido presa em flagrante no dia 28 de março deste ano, um dia após ter matado Alciones Calloni, 59. O crime ocorreu na moradia do casal no bairro Santo Antônio, em Farroupilha. Na época, a mulher alegou que havia agido por ciúmes e já havia tentado matar Calloni alguns meses antes. 

Segundo consta no processo, Janete teria dopado o marido para cometer o crime. O homem recebeu dois golpes de machado na cabeça e teve o pênis decepado com uma faca. O órgão genital foi dado para um cachorro comer. Após, a mulher tentou cometer suicídio. Desde então, a Justiça decidiu manter a mulher recolhida, pois ela apresenta comportamento instável e perigoso e já havia mencionado que mataria outras pessoas se fosse solta.

Leia mais
Mulher é suspeita de matar o marido a machadadas em Farroupilha

Na segunda-feira, Janete passou mal no Presídio Regional de Caxias do Sul, onde estava presa preventivamente. Dali, foi levada para o hospital, onde ficou internada sob custódia e conseguiu escapar. A BM reencontrou Janete escondida na casa de uma conhecida. 

A mulher foi levada para o plantão da Polícia Civil e seria encaminhada novamente a um presídio. Nesta terça-feira, ela participaria de uma audiência de instrução no Fórum de Farroupilha, onde o juiz responsável pelo processo decidiria se Janete seria levada a julgamento popular pelo assassinato. A audiência foi cancelada e não há uma nova data designada.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros