Local de confronto com a BM seria paradeiro de facção em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Quatro suspeitos mortos23/11/2017 | 15h31Atualizada em 23/11/2017 | 16h11

Local de confronto com a BM seria paradeiro de facção em Caxias do Sul

Dois dos envolvidos eram investigados por homicídios recentes

Local de confronto com a BM seria paradeiro de facção em Caxias do Sul Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Viela onde confronto entre BM e suspeitos iniciou, na Rua Antonio Nakhoul El Andari Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O confronto que terminou com quatro suspeitos mortos, segundo os órgãos policiais de Caxias do Sul, faz parte do cenário de guerra entre facções na cidade. Na manhã desta quinta-feira, a Brigada Militar (BM) averiguava uma denúncia no bairro Primeiro de Maio quando foi recebida a tiros. Sete armas de fogo foram apreendidas na ação policial. Os quatro mortos não estão oficialmente identificados, mas dois seriam investigados da Polícia Civil por homicídios.

— Este endereço não era conhecido (da polícia), mas os envolvidos são. Em princípio, este local seria paradeiro de membros da facção (que é uma ramificação de uma organização criminosa da Região Metropolitana) — aponta o delegado Rodrigo Kegler Duarte, chefe da Delegacia de Homicídios.

Leia mais
BM confirma quatro mortes em ação no bairro Primeiro de Maio, em Caxias do Sul
MP de Caxias denuncia suposto líder que trazia drogas de Santa Catarina
Pela terceira vez em menos de um mês, BM apreende submetralhadora em Caxias

A região onde ocorreu o tiroteio é conhecida das forças policiais, há anos, pelo tráfico de drogas. A casa em que os suspeitos estavam fica em uma viela acessada pela Rua Antonio Nakhoul El Andari, via paralela ao Mato Sartori.  A dificuldade de acesso, a proximidade das moradias e os diversos caminhos improvisados lembram o cenário de uma favela.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 23/11/2017. A Brigada Militar de Caxias do Sul confirma a morte de quatro homens em uma ação no bairro Primeiro de Maio na manhã desta quinta-feira. Armas foram encontradas no local. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Ocorrência mobilizou dezenas de agentes da segurança públicaFoto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A denúncia foi averiguada pela Companhia de Operações Especiais (COE), por volta das 10h50min. Os PMs se aproximaram da casa citada e foram recebidos a tiros. Moradores próximos relataram ter ouvido uma primeira sequência de seis estampidos — que seriam dos suspeitos. Pouco depois, uma sequência maior de tiros foi escutada — a estimativa é de mais de 20 disparos.

— A cena do crime são todos (os suspeitos) armados, com munições deflagradas nos revólveres e um tiro de (espingarda calibre) .12 de dentro para fora na porta da casa. Aparenta ser um confronto armado que acabou com o óbito destes envolvidos — relata o delegado Duarte.

Três homens morreram dentro da casa. O quarto suspeito tentava fugir por uma das vielas na parte de trás da moradia quando encontrou uma segunda guarnição policial e também morreu em confronto. Foram apreendidos três revólveres calibre .38, uma espingarda .12, duas armas artesanais calibre .12  e um revólver artesanal, além de três coletes balísticos. Nenhum policial foi ferido.

— Era uma averiguação sobre tráfico que setor de inteligência realizava com o apoio do COE. É um local de difícil acesso, com uma escada (de degraus) com menos meio metro (de largura). Quando chegaram, (os PMs) foram recebidos a tiros. O confronto direto foi com os dois policiais que estavam mais a frente — descreve o major Jorge Emerson Ribas, comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM).

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 23/11/2017. A Brigada Militar de Caxias do Sul confirma a morte de quatro homens em uma ação no bairro Primeiro de Maio na manhã desta quinta-feira. Armas foram encontradas no local. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Revólver apreendido com suspeito que tentou fugir pelos fundos da moradia Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros