Drones vão reforçar fiscalização nas rodovias federais da Serra - Polícia - Pioneiro

Policiamento22/11/2017 | 05h02Atualizada em 22/11/2017 | 06h20

Drones vão reforçar fiscalização nas rodovias federais da Serra

Dois equipamentos apreendidos pela Receita Federal foram doados à PRF nesta terça-feira

Drones vão reforçar fiscalização nas rodovias federais da Serra Porthus Junior/Agencia RBS
O delegado adjunto da Receita Federal, Valmor José Lazzari, fez a entrega dos drones ao chefe da 5ª Delegacia da PRF, Marco Aurélio Baierle, na tarde desta terça-feira Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A partir do ano que vem, a 5ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), com sede em Caxias do Sul, terá reforço tecnológico para operações de fiscalização de trânsito e do setor de inteligência. Ontem, o delegado adjunto da Receita Federal de Caxias, Valmor José Lazzari, doou oficialmente dois drones à PRF.

Os equipamentos foram solicitados em meados deste ano e tiveram o pedido reiterado, em outubro, com a chegada do novo chefe da delegacia, Marco Aurélio Baierle. É dessa forma que funcionam as doações feitas pela Receita Federal. Os pedidos tem de ser oficializados pelos órgãos públicos (prefeituras e polícias, por exemplo) e entidades. E são atendidos conforme a disponibilidade na Receita.

No caso dos drones, foram os únicos dois equipamentos apreendidos na região em 2017 – em 20 de janeiro, em Vacaria, e em 7 de março, em Caxias. Eles eram objeto de importação via Correios. Como a praxe, ao detectar uma suspeita de irregularidade, os Correios comunicam a Delegacia da Receita Federal que verifica a regularidade do processo, a existência de nota fiscal, a procedência e destino da mercadoria. Foi o que aconteceu. Foi constatado o não pagamento dos impostos de importação dos drones – no valor de cerca de R$ 1,5 mil cada – o que resultou na perda dos aparelhos, que custam em torno de R$ 5,7 mil cada um, por parte do importador. Diante da solicitação da PRF, eles foram entregues em doação.

Leia também:
Ministério Público de Caxias do Sul recorre para aumentar pena de Farenzena
Plantão da polícia já atende em novo endereço em Caxias do Sul

Foto: Arte Pioneiro

Em épocas de contingenciamento por parte do governo federal e de falta de pessoal, os drones serão olhos a mais e de longo alcance nas rodovias da região. 

– A Polícia Rodoviária Federal está se valendo, cada vez mais, de recursos tecnológicos para suprir a carência de efetivo, que é grave na região, como em outros locais – disse Baierle. 

Os drones já são utilizados pela PRF em outros estados do país e na Região da Fronteira. Mas para atuarem na região, ainda é preciso regulamentar internamente o emprego dos equipamentos. Essa é a tarefa de uma comissão regional da PRF composta, recentemente, no Estado. Em Caxias, os policiais rodoviários serão habilitados para operar os aparelhos, o que deve ocorrer até o final deste ano. A expectativa da PRF de Caxias é colocá-los em atividade na Serra no primeiro trimestre do ano que vem.

Entre as ações estão flagrantes de ultrapassem em locais proibidos, por exemplo. Com as imagens, o operador pode acionar uma viatura no trecho, avisando sobre a irregularidade cometida e pedindo que seja feita a abordagem e a notificação do motorista, que são obrigatórias. A imagem servirá como prova. Os drones também serão utilizados para a investigação de possíveis esconderijos de mercadorias de origem irregular e para localização de veículos e de vítimas de acidentes de trânsito em locais de difícil acesso.

Destino de mercadorias

A doação é um dos destinos dados às mercadorias apreendidas pela Receita Federal. Os objetos ainda podem ser leiloados ou destruídos, como no caso dos cigarros. Hoje ocorre um leilão de peças e materiais de uso industrial para pessoas jurídicas. O procedimento é eletrônico e, para participar, os concorrentes já cumpriram uma etapa encerrada ontem que era a de apresentar propostas no site da Receita Federal. O último leilão havia ocorrido em julho.

As doações de produtos também acabam ajudando os municípios em ações como o Programa de Educação Fiscal. As prefeituras de Bento Gonçalves e Farroupilha, por exemplo, receberam na última segunda-feira, eletrônicos que servirão para premiação dos participantes. Já para a Fundação Caxias foram doadas roupas para campanha do agasalho em julho deste ano. São Francisco de Paula recebeu donativos, em maio, depois de ter sido atingida por um temporal. À Brigada Militar de Porto Alegre foram destinados, em junho, telefones e máquinas fotográficas.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros