Penitenciária Estadual de Caxias do Sul alcança limite de ocupação e é interditada - Polícia - Pioneiro

Superlotação carcerária06/09/2017 | 11h48Atualizada em 06/09/2017 | 16h33

Penitenciária Estadual de Caxias do Sul alcança limite de ocupação e é interditada

Na outra frente, Susepe conseguiu a desintediação parcial do Presídio Regional

Penitenciária Estadual de Caxias do Sul alcança limite de ocupação e é interditada Sidinei José Brzuska/TJ-RS
Foto: Sidinei José Brzuska / TJ-RS

A superlotação carcerária está próxima do limite em Caxias do Sul. No final da tarde de terça-feira, a Penitenciária Estadual, no Distrito do Apanhador, foi interditada após alcançar o limite de 746 detentos estipulado pela Vara de Execuções Criminais (VEC). A ordem assinada pela juíza Milene Fróes Rodrigues Dal Bó refere a determinação judicial de abril, quando foi interditado o Presídio Regional, antiga Penitenciária Industrial (Pics), e estabelecido o limite de apenados que a casa prisional no Apanhador poderia receber.

Por outro lado, também na terça-feira, a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) conseguiu a liberação parcial do Presídio Regional, que volta a receber presos. De acordo com o novo balanço da 7ª Delegacia Penitenciária Regional (7ª DPR), o município conta com aproximadamente 60 vagas para novos presos.

Leia mais
Com lotação limite em presídios, novos presos podem ficar em delegacias de Caxias do Sul
Juíza amplia limite de vagas na Penitenciária do Apanhador, em Caxias do Sul
Uma semana após interdição, Presídio Regional de Caxias está com 241% da capacidade

Por enquanto, a Susepe prefere não falar sobre a possibilidade de Caxias do Sul não ter mais vagas. A delegada regional Marta Eliane Marim Bitencourt, chefe da 7ª DPR, ressalta que os esforços são para evitar que presos sejam mantidos em delegacias, como ocorre na Região Metropolitana.

— Alcançamos o teto estipulado e, a partir de agora, um novo detento só entrará (na Penitenciária Estadual) quando outro sair. Por outro lado, conseguimos a liberação parcial do Presídio Regional, para onde serão direcionados os novos presos. 

Além de Caxias do Sul, outros cinco municípios dependem dos presídios de Caxias — FarroupilhaFlores da CunhaNova PetrópolisSão Marcos e Antônio Prado.

No Presídio Regional, o desafio da Susepe é adequar a distribuição dos apenados conforme o limite de presos por cela. Conforme orientação judicial, podem conviver na cela, no máximo, o dobro da capacidade de camas, ou seja: se há seis camas, podem cumprir pena no espaço até 12 homens. Desde junho, a casa já abriga menos de 452 detentos — que é o limite de 200% na população carcerária. Na teoria, o presídio teria capacidade para mais 70 homens. Contudo, é necessário evitar que presos rivais fiquem nos mesmos espaços. Desta forma, apenas a Galeria A está habilitada para receber os novos presos, o que reduz essa capacidade para 60, segundo a 7ª DPR. 

— Estamos realizando adequações para garantir as melhores condições conforme a determinação judicial. Trabalhamos o dia a dia, mas não temos muito mais o que fazer. Nosso objetivo é não ter presos em delegacias, o que estamos conseguindo — destaca a delegada Marta.

Ocupação em 6 de setembro:
Penitenciária Estadual de Caxias do Sul, no Apanhador

:: 432 vagas pela engenharia prisional
:: 756 vagas conforme determinação judicial
:: 755 detentos recolhidos

Presídio Regional de Caxias do Sul
:: 298 vagas pela engenharia prisional
:: 452 vagas conforme determinação judicial
:: 379 detentos recolhidos

Total em regime fechado: 1.134

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros