Ex-companheira é indiciada por homicídio no bairro Diamantino, em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Crime esclarecido13/09/2017 | 16h30Atualizada em 13/09/2017 | 16h30

Ex-companheira é indiciada por homicídio no bairro Diamantino, em Caxias do Sul

A acusada alegou legítima defesa, mas não esclareceu como conseguiu a arma do crime

Pioneiro
Pioneiro

A Polícia Civil de Caxias do Sul esclareceu que Diego Martini, 28 anos, foi assassinado por uma ex-companheira. Ele foi encontrado morto dentro de um Citroen C3 no bairro Diamantino na noite de 22 de julho. Após ser identificada pelos agentes da Delegacia de Homicídios, Andressa Edinara de Lima de Oliveira, 28 anos, confessou a autoria e alegou legítima defesa. Ela foi indiciada por homicídio simples e posse ilegal de arma de fogo. Andressa possui antecedente por roubo a casa lotérica e responde ao processo em liberdade.

Leia mais
Mulher é encontrada morta em Farroupilha
Número de prisões cresce em Caxias do Sul pela primeira vez em cinco anos

Em depoimento, a investigada relatou que era ameaçada pelo ex-companheiro e, inclusive, já havia procurado a Polícia Civil. O boletim de ocorrência foi registrado quatro dias antes do assassinato de Martini. Andressa não explicou como conseguiu a arma utilizada no crime, que não foi entregue à Polícia Civil. O delegado Rodrigo Kegler Duarte aponta que há elementos para justificar o indiciamento e que a inocência deverá ser provada em processo judicial.

Martini foi executado com três tiros na cabeça dentro de um Citroen C3 na Rua Amádio Perini. O local, que fica atrás no antigo posto de saúde, é conhecido como Beco da Rocinha.


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros