Esquartejada em Caxias do Sul poderá ser identificada pela comparação de digitais - Polícia - Pioneiro

Papiloscopia06/09/2017 | 14h25Atualizada em 12/09/2017 | 14h31

Esquartejada em Caxias do Sul poderá ser identificada pela comparação de digitais

Familiares de desaparecidas devem contatar a Delegacia de Homicídio

Esquartejada em Caxias do Sul poderá ser identificada pela comparação de digitais Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A Polícia Civil aposta na comparação de digitais para identificar a mulher encontrada esquartejada em Caxias do Sul na manhã desta quarta-feira. Ao contrário do esquartejamento do mês passado, todas as partes do corpo desta vítima foram encontradas e foi possível coletar material para o exame papiloscópico. O primeiro passo da investigação é descobrir mulheres que estão desaparecidas para a comparação.

Leia mais
Mulher é esquartejada e pedaços do corpo são encontrados na Barragem da Maestra, em Caxias do Sul
Polícia Civil prende mais uma pessoa por possível envolvimento em esquartejamento em Caxias

O corpo esquartejado foi descoberto por volta das 8h30min por um funcionário da Vigilância Ambiental do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) que avaliava a qualidade da água na Barragem da Maestra. Por ser um local ermo e afastado, a represa é um ponto conhecido para descarte de cadáveres.

O esquartejamento foi simples e grosseiro, cortando apenas os membros e pescoço da mulher. Foram utilizados cortes contundentes, por provavelmente utilizando um machado. Os pedaços do cadáver foram enrolados em cobertores e sacolas junto com pedras. A intenção era que o pacote ficasse afundasse na água e ocultasse o cadáver, mas o plano falhou e a polícia foi acionada.

Apesar dos efeitos da água, o corpo ainda estava conservado. A Delegacia de Homicídios acredita que a mulher foi assassinada na terça-feira ou madrugada desta quarta-feira. Neste primeiro momento, não foram encontrados ferimentos por tiro.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros