Dois homens são indiciados por homicídio motivado por venda de droga falsa em festa de Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Polícia Civil10/08/2017 | 10h27Atualizada em 10/08/2017 | 13h34

Dois homens são indiciados por homicídio motivado por venda de droga falsa em festa de Caxias do Sul

Dupla seguiu o desafeto e o esfaqueou diversas vezes no bairro Santa Fé

Dois homens são indiciados por homicídio motivado por venda de droga falsa em festa de Caxias do Sul Divulgação/
Foram indiciados Mateus Antônio Franco e Lucas de Oliveira Silva Foto: Divulgação

A Polícia Civil indiciou dois homens pelo assassinato de Agemilto de Lima Pereira, esfaqueado aos 22 anos no bairro Santa Fé, em Caxias do Sul, na madrugada de 12 de fevereiro. De acordo com a investigação, a motivação do crime foi a venda de uma droga falsa durante uma festa particular. Os autores seguiram a vítima e o atacaram na Rua Francisca Júlia da Silva.

Leia mais
As 10 perguntas ainda não respondidas sobre o homem esquartejado em Caxias
Dupla é presa com crack próximo a conhecido ponto de tráfico em Caxias do Sul
Suspeito de praticar sequestro relâmpago é preso em São Francisco de Paula

Foram indiciados Mateus Antônio Franco, 26 anos, que possui antecedente por um roubo em 2016, e Lucas de Oliveira Silva, 25, com passagem por receptação também no ano passado. Durante a investigação, a Polícia Civil representou pela prisão temporária dos investigados, o que foi indeferido pela Justiça. Ambos respondem em liberdade.

— A briga teria começado pelo morto ter vendido um entorpecente falso para os dois. O relato é que os dois indiciados ficam violentos quando consomem drogas e bebidas alcoólicas. As provas coletadas são indiretas, mas entendo que há indícios mínimos para o indiciamento — aponta o delegado Rodrigo Kegler Duarte, chefe da Delegacia de Homicídios.

Agemilto de Lima Pereira, assassinado aos 22 anos no bairro Santa Fé Foto: Reprodução

A investigação verificou contradições nos relatos das pessoas que estavam na festa e encontrou uma testemunha que viu os dois investigados fugindo no local do crime. O corpo de Pereira, com diversas perfurações por arma branca, foi encontrado por volta das 5h40min.

Procurado pela Polícia Civil, Franco optou por se manifestar somente em juízo. Já Silva afirmou que realmente esteve na festa, mas, após a janta, foi para casa. Ele nega participação no homicídio. A dupla foi indiciada por homicídio qualificado por recurso que dificultou a defesa da vítima.


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros