Morto em confronto com a BM em Caxias era procurado por homicídio de agricultor em São Francisco de Paula - Polícia - Pioneiro

Impunidade11/07/2017 | 16h38Atualizada em 11/07/2017 | 17h11

Morto em confronto com a BM em Caxias era procurado por homicídio de agricultor em São Francisco de Paula

Comparsa preso na troca de tiros desta terça-feira também é réu naquele processo

Morto em confronto com a BM em Caxias era procurado por homicídio de agricultor em São Francisco de Paula Divulgação/
Douglas Paim Velho, 33 anos, foi baleado e não resistiu Foto: Divulgação

Morto em confronto com a Brigada Militar (BM) de Caxias do Sul no final da manhã desta terça-feira, Douglas Paim Velho, 33 anos, era procurado desde 10 de janeiro deste ano. O mandado de prisão preventiva era relativo ao assassinato do agricultor Edgar Kerschner Carneiro, 64 anos, no interior de São Francisco de Paula. Na ação policial, também foi preso Bruno da Silva Castanha, 22, que é réu no mesmo processo e era procurado desde 2015 após ser condenado por um roubo em Caxias do Sul. O outro preso em flagrante por tentativa de homicídio contra os PMs é Cristiano Castanha Vaz, 24, irmão de Bruno.

Leia mais
Após confronto com a polícia, foragido da Justiça morre em Caxias do Sul

Morte brutal de agricultor na Serra teria sido vingança por denúncia de abigeato e roubo de tratores
Suspeito de matar agricultor no interior de São Francisco de Paula é preso em Caxias do Sul

O assassinato do Edgar Carneiro aconteceu em 9 de janeiro. Na ocasião, três homens invadiram a propriedade, na localidade de Fazenda Velha, e renderam o agricultor, sua mulher e a neta de 17 anos. Amarradas, as duas ouviram um dos criminosos afirmar que Carneiro "deveria sofrer o mesmo que ele passou nas mãos da polícia".

De acordo com a investigação da Polícia Civil, este criminoso seria Paim, que havia sido preso por furto de gado e roubos de tratores na região em 2016. Carneiro foi espancado com golpes de um pedaço de pau na cabeça e depois jogado em um galpão para ter o corpo queimado. O fogo se alastrou para a casa, mas a adolescente conseguiu se desvencilhar a tempo de abrir a residência e chamar socorro.

Além do homicídio qualificado em São Francisco de Paula, Paim possuía antecedentes por receptação, roubo, furto, formação de quadrilha e tentativa de homicídio. Ele estava em liberdade desde 11 de abril de 2016.

Comparsa era procurado por roubo desde 2015

Bruno da Silva Castanha, 22 anos , era procurado desde 2015 Foto: Divulgação

O confronto em que Paim morreu ocorreu por volta das 11h30min, após policiais militares desconfiarem de um Golf que circulava no bairro Jardim América. A perseguição policial seguiu até a Rua Bejamin Constant, no Sagrada Família, onde ocorreu a troca de tiros.

Outros dois tripulantes do carro foram presos em flagrante por tentativa de homicídio contra os PMs. Um deles, Bruno da Silva Castanha, 22 anos, também é réu por homicídio qualificado contra o agricultor de São Francisco de Paula e teve a prisão preventiva decretada em 1º de março deste ano.

No entanto, Bruno já era procurado desde 11 de maio de 2015, quando foi condenado a cinco anos e 10 meses de reclusão em regime fechado por um roubo a pedestre em Caxias do Sul. Bruno havia sido beneficiado com a liberdade provisória em 23 de março de 2015 ano e descumpriu as medidas cautelares, não sendo mais encontrado pela Justiça.

O outro preso em flagrante no confronto desta terça-feira foi Cristiano Castanha Vaz, 24, que é irmão de Bruno e não tinha antecedentes criminais. Eles são filhos da mesma mãe, mas têm pais diferentes.

Suspeita era que trio planejava roubo a residência

Material apreendido na ação desta segunda-feira  Foto: Brigada Militar / Divulgação

A suspeita inicial era que o trio a bordo do Golf pretendia cometer algum roubo a residência, pois foram apreendidos materiais que costumam ser utilizados neste tipo de crime, como toucas ninjas, bloqueador de sinal, algemas plásticas e um rádio comunicador na frequência da BM.

Com os criminosos também foi apreendido um revólver calibre .38 que foi roubado do Fórum de Caxias do Sul em 2010. O outro revólver .38 apreendido após o confronto possuía uma numeração sem cadastro no sistema consultado pela BM.

Terceiro réu por morte de agricultor teve prisão revogada

O terceiro réu pelo assassinato do agricultor Edgar Carneiro é Onivaldo Ribeiro da Silva, 39 anos, que foi preso preventivamente em 14 de janeiro durante uma ação conjunta da Polícia Civil e BM. No entanto, Silva teve a prisão revogada em 24 de abril, após uma das vítimas demonstrar dúvida no auto de reconhecimento pessoal.

A fim de evitar constrangimento ilegal, o juiz Carlos Eduardo Lima Pinto determinou a substituição da prisão por as medidas cautelares devendo o réu comparecer mensalmente em juízo para informar suas atividades e não mudar de endereço sem prévia comunicação.

O processo segue em tramitação no Fórum de São Francisco de Paula e teve última movimentação oficial em 23 de junho.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros