Mulher baleada na rodoviária de Caxias morre no Hospital Pompéia - Polícia - Pioneiro

Feminicídio02/06/2017 | 19h55Atualizada em 02/06/2017 | 20h24

Mulher baleada na rodoviária de Caxias morre no Hospital Pompéia

Polícia Civil já pediu necropsia do corpo de Sandra Mara da Rosa Borges

Mulher baleada na rodoviária de Caxias morre no Hospital Pompéia Reprodução/
Foto: Reprodução
Pioneiro
Pioneiro

O Hospital Pompéia confirmou a morte encefálica de Sandra Mara da Rosa Borges, 41, baleada na tarde desta sexta-feira pelo ex-companheiro, Ivan Antunes Carneiro, 36. O crime ocorreu próximo aos guichês de atendimento da Estação Rodoviária de Caxias do Sul. O homem tentou cometer suicídio após atirar contra Sandra. Ele, no entanto, foi socorrido e permanece hospitalizado no Pompéia, porém, não corre risco de morte.

O casal teve um relacionamento de três anos e Carneiro não aceitava o término, ocorrido há sete meses. Sandra, inclusive, possuía uma medida protetiva. Em 11 de abril, ela registrou uma ocorrência de perturbação de sossego contra ele.

Leia mais
Homem atira contra ex-companheira e tenta suicídio na rodoviária de Caxias do Sul
Procurado por latrocínio de tenente da Brigada Militar é indiciado por outros assaltos em Caxias do Sul

Carneiro está sob custódia da polícia e foi autuado em flagrante por feminicídio e porte ilegal de arma de fogo. Ele utilizou um revólver calibre .38 de numeração raspada no crime.

Não está esclarecido o que vítima e autor faziam na rodoviária. O relato de testemunhas é que não houve discussão, apenas foi ouvido os dois tiros.

Sandra é natural de Vacaria e morava no bairro Rio Branco. Ela é a nona vítima de feminicídio em Caxias do Sul desde 2016.


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros