Família recupera cachorra raptada por assaltantes em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Alívio13/06/2017 | 09h34Atualizada em 13/06/2017 | 16h22

Família recupera cachorra raptada por assaltantes em Caxias do Sul

Criminosos exigiram recompensa e largaram animal no bairro Reolon 

Família recupera cachorra raptada por assaltantes em Caxias do Sul Bruna Bertoluz/divulgação
Foto: Bruna Bertoluz / divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Na noite do último domingo, quatro pessoas de uma família saíam de um veículo estacionado na Rua Carlos Canali, bairro Rio Branco, em Caxias do Sul, quando dois homens armados surgiram anunciando um assalto. 

Na ação, os criminosos retiraram uma bolsa, pertences das vítimas e levaram o carro, um Fusion. Porém, a grande preocupação surgiu no momento em que a xodó da família, a cachorra da raça maltês Lara, não obedeceu aos chamados, permaneceu no interior do veículo e também  acabou sendo levada pelos assaltantes.

A partir de então, por meio de redes sociais, a família iniciou uma intensa divulgação para encontrá-la. No mesmo dia em que ocorreu o assalto, os criminosos entraram em contato.

— Uma mulher mandou uma mensagem e uma imagem com um número o qual eu contatei. Me responderam no dia seguinte alegando que estavam com a Lara, a chave do carro e os pertences da minha mãe, e diziam que queriam R$ 2,5 mil por ela — relata a estudante que foi uma das vítimas junto com os pais e a irmã.

Leia mais:
Guarda Municipal apreende imitação de revólver em Caxias
Apae de Caxias do Sul terá prazo para regularizar calçada

Após tentarem negociar, a família deixou dinheiro em local combinado e então receberam um novo contato, informando que Lara estaria amarrada em uma árvore no bairro Reolon. Quando se dirigiam ao local, o pai da estudante recebeu ligação de um morador confirmando que estava cuidando de Lara e não estava conseguindo entrar em contato com a família.

Após pedir orientações da polícia, ele então se dirigiu ao local indicado e encontrou a cachorra de nove anos sã e salva.

Apesar de os assaltantes terem exigido que a família não envolvesse a polícia nas negociações, a Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) reitera a necessidade de registro de ocorrências semelhantes.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros