Suspeitos de matar taxista durante assalto são presos preventivamente em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

Investigação19/05/2017 | 11h52Atualizada em 19/05/2017 | 13h11

Suspeitos de matar taxista durante assalto são presos preventivamente em Caxias do Sul

Ministério Público representou pela reclusão dos investigados no início desta semana

Suspeitos de matar taxista durante assalto são presos preventivamente em Caxias do Sul Polícia Civil/Divulgação
Indiciados em 13 de fevereiro, suspeito confessaram participação e respondiam em liberdade Foto: Polícia Civil / Divulgação

Após representação do Ministério Público (MP), a Polícia Civil de Caxias do Sul cumpriu a prisão preventiva de Paulo Roberto de Assis Júnior, 19 anos, e Jackson Fogaça dos Santos, 20, na manhã desta segunda-feira. Eles foram indiciados pelo latrocínio (roubo com morte) do taxista Stefano Pinto Dorigatti em 10 de junho de 2016 e respondiam em liberdade. Os suspeitos foram capturados no bairro Vila Leon e no Centro.

Leia mais
Polícia Civil conclui que taxista foi assassinado durante um assalto em Caxias
Taxistas se mobilizam por segurança em Caxias do Sul

Na época da conclusão do inquérito policial pela Delegacia de Homicídios, em 13 de fevereiro, os dois investigados assumiram que pretendiam assaltar a vítima, mas não tinham a intenção de matar. Ambos apontaram o autor dos disparos como um adolescente de 17 anos e, por isso, uma cópia do inquérito foi remetida à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

O taxista Stefano Pinto Dorigatti foi assassinado aos 29 anos Foto: Divulgação

Conforme a investigação, o crime ocorreu no ponto de táxi da Avenida França, no bairro Bela Vista, por volta da 1h45min. Dorigatti aguardava em seu veículo Cobalt quando virou alvo dos três criminosos que estavam em um Corsa Classic preto.

Jackson Santos e o adolescente desembarcaram e abordaram o táxi pela janela do motorista. O menor de idade era quem estava armado e tomou a iniciativa. Dorigatti se assustou com a chegada dos criminosos e, em virtude desta "reação", foi atingido por dois tiros. Os dois assaltantes retornaram para o Corsa, onde Assis Júnior aguardava, e fugiram sem roubar nada.

Mesmo ferido, o taxista conseguiu dirigir até a Rua Angelina Michielon, no bairro Lourdes. Dorigatti foi socorrido e internado no Hospital Pompéia, onde morreu uma semana depois.

Os dois adultos indiciados não possuíam antecedentes criminais. O adolescente teria passagens por outras infrações. Na época que o inquérito foi remetido, o paradeiro do menor de idade era desconhecido.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros