Mesmo com a criação de patrulha específica, roubos a ônibus ainda preocupam em Caxias do Sul - Polícia - Pioneiro

12 crimes em 10 dias13/05/2017 | 08h30Atualizada em 13/05/2017 | 08h31

Mesmo com a criação de patrulha específica, roubos a ônibus ainda preocupam em Caxias do Sul

Objetivo da BM é que iniciativa reduza crimes em 50% ainda em maio

Mesmo com a criação de patrulha específica, roubos a ônibus ainda preocupam em Caxias do Sul Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Linha do Santa Fé é uma das mais visadas por assaltantes Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Apesar do intensivo feito pela Brigada Militar (BM), o elevado número de roubos a ônibus ainda preocupam em Caxias do Sul. Nos primeiros dez dias da Patrulha Transporte Seguro, foram registrados 12 assaltos. Por outro lado, a iniciativa policial teve sua primeira prisão na noite de quinta-feira, quando o foragido Claudionor Barreto Marques, 40 anos, foi capturado no bairro Cruzeiro.

Leia mais
BM destina três policiais para o combate de roubos a ônibus em Caxias do Sul
Primeiro quadrimestre registra maior número de roubos a ônibus desde 1999
"Como que não vou andar com ônibus do meu bairro?", questiona passageira
Operadores de ônibus de Caxias já consideram roubos como parte da profissão
BM e Polícia Civil prometem ações contundentes contra pico de roubos de ônibus

Marques era procurado desde 29 de dezembro e possui extensa ficha criminal, com que diversos roubos a pedestre e três indiciamentos por tráfico de drogas. Ele foi localizado, na Rua Antunes Alves por volta das 22h, após ser reconhecido, em fotos, por vítimas de roubo ao transporte coletivo. A prisão foi repassada para a Polícia Civil que irá investigar se Marques está realmente envolvido nos assaltos.

— Será apurado o envolvimento deste indivíduo, mas ainda não temos nada oficial. Precisamos formalizar estes possíveis reconhecimentos e juntar outros elementos, antes de falar qualquer coisa. Estamos investigando todos os roubos (ao transporte coletivo) e esperamos apresentar resultados em breve — comenta o delegado Mario Mombach, titular da Delegacia de Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec). 

Objetivo é redução em 50% ainda em maio

A retomada da Patrulha do Transporte Seguro foi uma resposta da BM a onda de assaltos a ônibus neste início de ano. Com 107 crimes registrados, o primeiro quadrimestre de 2017 foi o pior dos últimos 19 anos. Apesar dos 12 roubos recentes, o comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar (12ª BPM), major Jorge Emerson Ribas, acredita que o trabalho está no caminho certo e argumenta que cada vez mais testemunhas estão disponíveis para reconhecer os criminosos.

— Sabíamos que o resultado não seria de imediato. Mas continuamos acreditando que o trabalho resultará em uma redução. O nosso objetivo é que este mês termine com menos da metade dos assaltos de abril, quando foram 51 — aponta o oficial.

O major Ribas, no entanto, ainda considera o roubo a ônibus como o índice criminal mais preocupante — junto aos roubos de veículos.

— Os números ainda estão elevados. Nos primeiros quatro dias (da patrulha), não ocorreram assaltos. Mas, na sequência, retornaram (a média de dois por dia). São crimes pulverizados e, inclusive, aconteceram em regiões que ainda não tinha sido atacadas, como o bairro Rio Branco — comenta.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros