Deic divulga nome de quatro suspeitos envolvidos em ataques a caixas eletrônicos na Serra - Polícia - Pioneiro

Investigação09/05/2017 | 21h01Atualizada em 10/05/2017 | 10h11

Deic divulga nome de quatro suspeitos envolvidos em ataques a caixas eletrônicos na Serra

Foragidos podem ter participação em roubos a carro-forte

Deic divulga nome de quatro suspeitos envolvidos em ataques a caixas eletrônicos na Serra Polícia Civil/Divulgação
Deyvid Possa, o Alemão, e Diego Alexandre de Menezes Rios, o Guinimen, têm mandado de prisão preventiva Foto: Polícia Civil / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) divulgou a foto e o nome de quatro homens com mandado de prisão preventiva por envolvimento em ataques a caixas eletrônicos na Serra. 

Um dos procurados é Guilherme Costa Ambrozio, suspeito de participação na explosão do Banrisul em Campestre da Serra, na madrugada de 11 de abril. Conforme Joel Wagner, titular da Delegacia de Roubos do Deic, Guilherme também é investigado por participação no assalto ao carro-forte da Brinks, em Vacaria, em março, e pode ter relação com o assalto ao blindado da Prosegur, em Vila Cristina, no interior de Caxias do Sul

Leia mais
"Usaram até criança para escudo humano", diz refém de assalto a carro-forte
Criminosos utilizaram fuzil soviético em assalto a carro-forte em Caxias do Sul

Polícia localiza dois veículos suspeitos do ataque a carro-forte em Caxias
"Usaram até criança para escudo humano", diz refém de assalto a carro-forte na Serra

Além dele, o Deic busca por Deyvid Possa, o Alemão, Henrique Azevedo de Andrade, o Rique, e Diego Alexandre de Menezes Rios, o Guinimen. O trio é investigado por investidas contra caixas eletrônicos do Banrisul no distrito de Santa Lúcia do Piaí, interior de Caxias, na madrugada de 29 de abril, e também pelo caso de Campestre da Serra.

Guilherme Costa Ambrozio (E) e  Henrique Azevedo de Andrade, o Rique, também lidam com explosivos Foto: Polícia Civil / Divulgação

A possibilidade do quarteto ter ligação com o assalto contra o carro-forte em Vila Cristina, na segunda-feira, é cogitada por alguns detalhes, entre eles, o fato de Guilherme e Deyvid estarem morando na Serra. Deyvid, por exemplo, teria parentes em Caxias do Sul. Rique e Guinimen são de Alvorada, na Região Metropolitana.

— É uma hipótese apenas, mas provavelmente Guilherme e os outros três tenham agido na empresa Pettenati (ataque de sábado passado). Podem também ter alguma associação com outros grupos, pois o Guilherme e o Deyvid sabem manusear explosivos — aponta Wagner.

Informações sobre os suspeitos podem ser encaminhadas ao telefone 0800.510.2828 (Disque-Denúncia).


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros