Primeiro trimestre de 2017 é um dos mais violentos dos últimos anos em Caxias - Polícia - Pioneiro

Violência03/04/2017 | 09h00Atualizada em 03/04/2017 | 11h31

Primeiro trimestre de 2017 é um dos mais violentos dos últimos anos em Caxias

Período terminou com 31 assassinatos

Primeiro trimestre de 2017 é um dos mais violentos dos últimos anos em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Uma das últimas mortes foi a do tenente da BM baleado na cabeça ao ter carro roubado em Caxias Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O primeiro trimestre terminou como um dos mais violentos dos últimos anos em Caxias do Sul. Foram 31 assassinatos, um aumento de 19% de casos em comparação com o mesmo período do ano passado. Embora março tenha registrado cinco mortes, contrariando a alta da violência de meses anteriores que superaram essa quantidade de assassinatos, os crimes contra a vida devem continuar com força por conta do baixo efetivo policial, falta de vagas no sistema penitenciário, avanço do tráfico de drogas e a crise econômica.

Leia também:
Polícia Civil de Bom Jesus identifica quadrilha que extorquia vítimas de roubos e furtos na Serra
Homem é assassinado com três tiros no rosto em Caxias do Sul

É o mesmo cenário que fez de 2016 o ano mais violento da história de Caxias do Sul em números absolutos: 150 assassinatos. As motivações dos crimes, neste ano, são variadas. Três mulheres morreram pelas mãos de namorados e companheiros. Uma mulher matou o ex-companheiro alegando legítima defesa. Assaltantes mataram quatro pessoas — sendo duas delas brigadianos. Dois criminosos morreram em confronto com a polícia. Pelo menos quatro homicídios ocorreram durante brigas impulsionadas por bebidas e drogas. A maioria dos assassinatos, no entanto, continuam sendo motivados pelo tráfico de drogas e desacertos entre criminosos.

A Polícia Civil já esclareceu 11 assassinatos de 2017. Dos três casos de feminicídios, um dos autores se suicidou após matar a companheira, outro está preso e um terceiro está foragido. O alto índice de elucidação também aparece nos casos de latrocínio (roubo com morte): três casos já foram resolvidos e há indícios de autoria do crime mais recente, o assassinato do tenente da reserva da Brigada Militar, Vilmar Dias Moreira.

COMPARE

O primeiro trimestre deste ano teve mais assassinatos do que outros períodos semelhantes, com exceção de 2012 e 2014.

2017
Janeiro: 14
Fevereiro: 12
Março: 5
Total: 31 

2016
Janeiro: 9
Fevereiro: 8
Março: 9
Total: 26 

2015
Janeiro: 7
Fevereiro: 10
Março: 8
Total: 25 

2014
Janeiro: 11
Fevereiro: 10
Março: 10
Total: 31 

2013
Janeiro: 5
Fevereiro: 10
Março: 11
Total: 26 

2012
Janeiro: 13
Fevereiro: 7
Março: 14
Total: 34

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros