Cachorro furtado por vizinho é resgatado pela Polícia Civil, em Caxias - Polícia - Pioneiro

Final feliz19/04/2017 | 11h22Atualizada em 19/04/2017 | 14h20

Cachorro furtado por vizinho é resgatado pela Polícia Civil, em Caxias

Crime aconteceu em agosto do ano passado no bairro Jardim Eldorado

Cachorro furtado por vizinho é resgatado pela Polícia Civil, em Caxias Polícia Civil/Divulgação
Frank ficou quase oito meses nas mãos dos sequestradores. Foto: Polícia Civil / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Após quase oito meses desaparecido, Frank, um cachorro da raça pug de pouco mais de dois anos, finalmente voltou para casa, em Caxias do Sul. Ele havia sido furtado por um casal de vizinhos da família, em agosto de 2016 no bairro Jardim Eldorado. O resgate ocorreu na manhã desta quarta-feira depois de denúncias confirmadas pela Polícia Civil.

Leia mais:
Conselho Tutelar tenta esclarecer como criança foi esquecida em uma van, em Farroupilha
MP denuncia mãe que ateou fogo na filha em Caxias do Sul
Atendimento médico nas UBSs de Caxias agrada a 83% dos entrevistados
Operação Fratelli indicia facção criminosa que domina o tráfico em cinco bairros de Caxias do Sul

A família do cachorro havia se ausentado da moradia por poucos dias por conta do nascimento do filho mais novo. Ao retornarem para casa, perceberam o desaparecimento. Desde lá, as buscas pelo paradeiro de Frank foram constantes.

— Eu nunca tinha perdido a esperança de reencontrar ele. Publiquei fotos nas redes sociais em busca de qualquer informação, até que um dia uma ex-vizinha me contou que viu ele e enviou fotos  — conta Angela Lopes de Oliveira, 22 anos, dona do Frank.

Aparentemente, o cachorro está bem de saúde. Apenas foi constatado um pequeno tumor em uma das patas. 

— Vamos levar no veterinário, mas agora é só alegria. Meu filho de seis anos está na escola, nem sabe ainda. Todos os dias ele perguntava quando o Frank iria voltar. É uma felicidade sem tamanho ter ele de volta em casa — resume Angela.

De acordo com o delegado Guilherme Gerhardt, foram meses de investigação e coletas de provas, que possibilitassem o deferimento do mandado de busca e apreensão do cachorro. 

— Assim que recebemos a autorização da Justiça, seguimos para cumprir o mandado. O mais importante era resgatar o animal e possibilitar o reencontro com a família. Agora, vamos indiciar o casal por furto — diz o delegado.

Já que o crime ocorreu em agosto do ano passado, descaracterizando o flagrante, a dupla deve permanecer em liberdade. 

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros