Brigada prende casal apontado como líder do tráfico no Beltrão de Queiróz, em Caxias - Polícia - Pioneiro

Ação no Parque Oásis13/10/2016 | 15h19Atualizada em 13/10/2016 | 16h36

Brigada prende casal apontado como líder do tráfico no Beltrão de Queiróz, em Caxias

Armas e drogas foram apreendidas durante flagrante no bairro Parque Oásis

Brigada prende casal apontado como líder do tráfico no Beltrão de Queiróz, em Caxias Brigada Militar / Divulgação/Divulgação
Armas foram apreendidas durante ação da BM no bairro Parque Oásis Foto: Brigada Militar / Divulgação / Divulgação

Uma ação da Brigada Militar (BM) no bairro Parque Oásis resultou na prisão do casal que é apontado como a liderança da facção criminosa que domina o tráfico de drogas no bairro Euzébio Beltrão de Queiróz, a Vila do Cemitério, em Caxias do Sul. Outros dois homens, ambos com vasta ficha criminal foram detidos no flagrante ocorrido por volta do meio-dia desta quinta-feira. O esquema criminoso desenvolvido pelo casal foi investigado pela Polícia Civil durante a Operação Sepultura, deflagrada em dezembro de 2015.

Robson Luiz Fiorentina Neto, 25 anos, possuía dois mandados de prisão contra si, ambos por crimes de homicídio, e era procurado desde 11 de fevereiro. Ele teria uma relação estável com Cristiana Aparecida Moraes Martins, 39, a Cristianinha, que estava em prisão domiciliar desde 16 de setembro e foi detida novamente.

Sem esconder o rosto, criminosos de Caxias exibem armas e incitam violência 

No ano passado, o domínio do casal sobre a Vila do Cemitério foi desafiado pelo grupo de Eduardo Junior da Rosa, 31 anos, o Foguinho, e Luciano da Silva de Godoi, 19, o Lucianinho. O conflito resultou em, pelo menos, oito mortes. A sequência de assassinatos foi mapeada pela Delegacia de Homicídios e Desaparecidos (DHD) durante a Operação Sepultura.

Denúncia possibilitou prisão

A ação da Companhia de Operações Especiais (COE) foi possível graças uma denúncia anônima que apontou um endereço na Rua Coronel Camisão. Durante as abordagens e revistas em dois imóveis, policiais militares apreenderam um revólver calibre .38, duas pistolas .380, uma espingarda e um colete balístico, além de porções de maconha e cocaína.

Na ação ainda foram presos Elton de Pontes da Rosa, 28, o Pinujo, e Iago Moraes Maciel, 19, ambos com antecedentes por roubos, tráfico de entorpecentes e homicídios. Pinujo é apontado como o braço direito de Fiorentina e era responsável pelo controle da Vila do Cemitério. Sua prisão, em junho do ano passado, é considerada, pela Polícia Civil, o início da guerra entre facções investigada na Operação Sepultura.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros