Suspeito de matar metalúrgico de Caxias muda versão em audiência, diz advogado - Polícia - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Justiça22/04/2015 | 15h59Atualizada em 22/04/2015 | 16h48

Suspeito de matar metalúrgico de Caxias muda versão em audiência, diz advogado

Segundo Ivandro Bitencourt Feijó, Moura afirmou ter se apaixonado pela esposa da vítima

Suspeito de matar metalúrgico de Caxias muda versão em audiência, diz advogado Jackson Cardoso/Divulgação
Agricultor encontrou cadáver de metalúrgico em um barranco Foto: Jackson Cardoso / Divulgação

A terceira audiência na Justiça sobre o assassinato de Ivanildo José Araldi revelou reviravoltas na trama que envolve a morte do metalúrgico. 

Segundo investigação da Polícia Civil e denúncia do Ministério Público, o metalúrgico teve a morte encomendada por sua mulher, Roseli de Fátima Pedroso, 35 anos.  Essa conclusão se deve ao depoimento de Cleverson Alves de Moura, 24, supostamente contratado para matar Araldi.

Porém, durante audiência que ocorreu nesta quarta-feira na 1ª Vara Criminal de Caxias, Moura mudou a versão apresentada e negou a participação da mulher no crime. De acordo com o advogado de Roseli, Ivandro Bitencourt Feijó, Moura afirmou em depoimento que não houve pedido ou contratação do assassinato. De acordo com Feijó, o suspeito alegou ter se apaixonado pela mulher e inventou a versão para não incriminar os companheiros do crime.

Ainda segundo o advogado, esta é a quarta versão dada pelo suspeito. Na primeira, Moura teria dito que agiu em legítima defesa durante o roubo do veículo de Araldi. Na segunda vez, teria afirmado que foi contratado para o roubo, mas reforçou que matou Araldi em legítima defesa. Na terceira versão, teria alegado ter sido contratado pela mulher do metalúrgico para matar o homem. E, finalmente, nesta quarta, afirmou que a mulher não teria participação no crime.

A tese de que a mulher é inocente e de que não participou da morte do marido era defendida por Feijó desde o início do caso. O advogado pediu a liberdade de Roseli, presa preventivamente há quatro meses. A decisão deve ser proferida pela Justiça até sexta.

A Justiça deve decidir também, dentro de quinze dias, se o caso irá a julgamento popular.

O metalúrgico desapareceu em 11 de dezembro, quando foi abordado por dois homens armados na porta de casa, no Loteamento Paiquerê, na região do bairro São Vitor Cohab. O veículo dele, uma Ecosport, foi depenado e abandonado em São Leopoldo. Um agricultor localizou o corpo de Araldi no dia 3 de janeiro, em um matagal no interior de Flores da Cunha.

Em depoimento, Moura revelou que a morte do metalúrgico havia sido encomendada por Roseli. Segundo denúncia do Ministério Público, a mulher não tinha mais afeição pelo marido e desejava livrar-se dele. Ainda conforme o MP, Moura ficaria com a caminhonete em troca do assassinato. De acordo com a versão do homem à Polícia Civil, Roseli teria pedido ao comparsa para que desse apenas um tiro na vítima, para simular assalto seguido de morte (latrocínio).

Moura e Roseli foram indiciados por homicídio qualificado por motivo fútil e ocultação de cadáver. A Justiça manteve a prisão preventiva da dupla por entender que a custódia é necessária para assegurar a investigação. Roseli e Moura foram presos em janeiro.

Notícias Relacionadas

Justiça 31/03/2015 | 14h43

Segunda audiência da morte de metalúrgico é nesta quarta em Caxias

Esposa de Ivanildo José Araldi é acusada de planejar a morte do marido

14/01/2015 | 19h43

Justiça de Caxias acata pedido de prisão preventiva de suspeitos de matar metalúrgico

Roseli de Fátima Pedroso e Cleverson Alves de Moura foram indiciados por homicídio qualificado

Investigação 14/01/2015 | 13h20

Advogado pede que Justiça negue prisão preventiva de mulher de metalúrgico encontrado morto em Flores

Suspeitos foram indiciados por homicídio qualificado pela polícia civil

Investigação 14/01/2015 | 11h14

Polícia indicia suspeitos do assassinato de metalúrgico de Caxias por homicídio qualificado e ocultação de cadáver

Delegado pediu prisão preventiva de suspeitos

Investigação 10/01/2015 | 11h46

Justiça prorroga prisão temporária de esposa de metalúrgico encontrado morto em Flores da Cunha

Suspeito preso apontou o envolvimento da mulher

Investigação 06/01/2015 | 09h31

Advogado vai tentar revogação de prisão temporária de esposa de metalúrgico encontrado morto em Flores da Cunha

Suspeito preso apontou o envolvimento da mulher

Investigação 06/01/2015 | 06h33

Esposa de metalúrgico encontrado morto em Flores da Cunha é presa em Caxias

Suspeito preso apontou o envolvimento da mulher

Investigação 05/01/2015 | 14h11

Suspeito de matar metalúrgico encontrado em Flores da Cunha é preso

Homem de 24 anos foi preso no final da manhã desta segunda

Investigação 04/01/2015 | 18h04

Família desconhece ameaças envolvendo morador de Caxias encontrado morto em Flores da Cunha

Ivanildo José Araldi estava sumido desde 11 de dezembro

Investigação 03/01/2015 | 16h41

Corpo encontrado em Flores da Cunha é de homem que estava desaparecido desde dezembro em Caxias do Sul

Ivanildo José Araldi estava sumido desde 11 de dezembro

Investigação 03/01/2015 | 13h17

Corpo de homem em avançado estado de decomposição é encontrado em Flores da Cunha

Cadáver foi encontrado em um barranco na manhã deste sábado

Sumiço 22/12/2014 | 14h49

Família segue sem notícias de homem desaparecido em Caxias do Sul

Amigos e parentes chegaram a procurar por Ivanildo José Araldi por conta própria

Sumiço 16/12/2014 | 12h11

Polícia Civil investiga relações pessoais de homem desaparecido desde quinta-feira, em Caxias

Ivanildo José Araldi é descrito como trabalhador e honesto por amigos e familiares

Crime 14/12/2014 | 14h52

Carro de homem desaparecido desde a última quinta-feira, em Caxias, é encontrado em São Leopoldo

Ivanildo José Araldi foi rendido por dois homens usando toucas ninja quando chegava em casa

Crime 12/12/2014 | 18h22

Homem está desaparecido após assalto em Caxias do Sul

Ele foi abordado quando chegava em casa nesta quinta-feira

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros