Delegada revela que jovens de Bento Gonçalves foram assassinados no Paraguai no dia 27 de julho - Polícia - Pioneiro

Execução19/08/2014 | 11h52

Delegada revela que jovens de Bento Gonçalves foram assassinados no Paraguai no dia 27 de julho

Corpos foram encontrados com vários disparos de arma de fogo, o que carateriza uma execução

Delegada revela que jovens de Bento Gonçalves foram assassinados no Paraguai no dia 27 de julho Manuela Teixeira/ Agência RBS/
Delegada Isabel Pires Trevisan concedeu entrevista coletiva na manhã desta terça-feira Foto: Manuela Teixeira/ Agência RBS

A delegada Isabel Pires Trevisan, da Polícia Civil de Bento Gonçalves, concedeu entrevista coletiva às 11h desta terça-feira. Ela confirmou a morte de Lucas Morini, 23 anos, e Dionatan Cordova Dias, 28. Os corpos foram encontrados pela polícia paraguaia ainda no dia 27 de julho, às 8h, com várias marcas de disparos de arma de fogo, o que confirma o assassinato.

>> 'Eu tinha esperança que ele estivesse vivo', lamenta pai de Dionatan
>> Moradores de Bento desaparecem após viagem ao Paraguai
>> Encontrados no Paraguai corpos de jovens de Bento Gonçalves

Inicialmente, a informação era de que os corpos estavam na cidade de San Alberto. Porém, a delegada declarou que eles foram achados próximos de um rio no interior do município de Ytakyry, localizado a cerca de 100 quilômetros de Foz do Iguaçu (PR). Devido aos trâmites legais entre os dois países, a informação só chegou a Bento na segunda-feira, 22 dias após a morte.

De acordo com a investigação, Dionatan e Lucas deixaram Bento Gonçalves no dia 25 de julho e foram até Santa Catarina. Eles passaram pela cidade do Palmitos, onde mora um ex-companheiro da mãe de Lucas. No dia seguinte, conforme imagens de câmeras de monitoramento, o Fiat Idea verde dirigido pelos rapazes passou pela Ponte da Amizade por volta das 10h. Uma hora e meia depois, há a imagem do carro retornando. A estrutura liga Foz do Iguaçu, no Paraná, a Ciudad del Leste, no Paraguai.

>> Justiça quebra sigilo telefônico de jovens que sumiram no Paraguai
>> 'Quase nem durmo mais', diz pai de Dionatan

O ex-companheiro da mãe de Lucas confirmou que os amigos retornaram a Palmitos no dia 26. A última ligação que Lucas fez para a mãe foi no dia 27, a 1h, dizendo que eles voltariam ao Paraguai. Sete horas mais tarde, os corpos foram encontrados na beira do rio.

Não há imagens dessa segunda ida da dupla ao país vizinho. Por conta disso, suspeita-se que eles tomaram uma rota alternativa. Os corpos continuam em Ytakyry e a polícia de Bento irá auxiliar as famílias para agilizar o translado na volta ao Rio Grande do Sul.

As investigações são realizadas pela polícia paraguaia e não há informações do paradeiro do Fiat Idea dirigido pela dupla, pertencente a uma tia de Lucas, ou a motivação do crime.

Nesta manhã, a delegacia de Bento recebeu o resultado da quebra do sigilo telefônico dos celulares de Lucas e Dionatan, com o registro das ligações efetuadas pela dupla no final de semana do desaparecimento.

PIONEIRO

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros