Campos de Cima da Serra têm quatro mortes por coronavírus confirmadas - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pandemia20/11/2020 | 16h43Atualizada em 20/11/2020 | 17h20

Campos de Cima da Serra têm quatro mortes por coronavírus confirmadas

Vacaria e Bom Jesus confirmaram vítimas da covid-19

Campos de Cima da Serra têm quatro mortes por coronavírus confirmadas Jonatan Sarmento/Agencia RBS
Foto: Jonatan Sarmento / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O crescimento dos casos de coronavírus vem preocupando prefeituras e causando mortes em toda região da Serra gaúcha. Mais quatro mortes foram confirmadas nesta sexta-feira (20), ambas nos Campos de Cima da Serra. Bom Jesus era um dos poucos municípios que não haviam registrado óbitos por covid-19, mas foram duas só na quinta-feira (19).

Leia mais
Acompanhe os casos confirmados na Serra
Prefeitura de Caxias do Sul confirma mais duas mortes por coronavírus
Amesne prepara recurso para que Estado reveja possível pré-classificação em bandeira vermelha nesta sexta-feira

A secretaria municipal da Saúde do município confirmou as mortes de um idoso, de 73 anos, que possuía outras comorbidades. A segunda vítima é uma mulher, de 44, que tinha diabetes e hipertensão. Já em Vacaria, as vítimas foram dois idosos. O primeiro, de 72 anos, que estava em internado desde o dia 8 de novembro. O segundo, de 94 anos, que havia sido hospitalizado há seis dias. As três últimas vítimas estavam internadas no Hospital Nossa Senhora da Oliveira, de Vacaria.

O hospital dos Campos de Cima da Serra emitiu nota na quinta-feira (19) expondo suas preocupações com o aumento de casos em Vacaria. Segundo a nota, de segunda (16) a quarta (18), foram registrados 168 novos casos. Isso é motivo de ressalvas para que o sistema não entre em colapso no município, que também atende outras cidades da região. Confira na íntegra:

“O Hospital Nossa Senhora da Oliveira e a Secretaria Municipal de Saúde de Vacaria, vem a público manifestar extrema preocupação com o crescente aumento de casos de Covid-19 no município e região.
O aumento de pessoas testando positivo e em isolamento social, aliados a lotação total dos leitos de internação clínica e UTI Covid, podem ocasionar em um colapso na estrutura de saúde do município, que possui limitações.
Ao mesmo tempo, muitos profissionais da área da saúde também testaram positivo, ocasionando no afastamento do trabalho, fato que limita a capacidade de atendimento no Hospital e na Rede Básica de Saúde.
Reiteramos a necessidade da continuidade das medidas de proteção individual e coletiva, como evitar aglomerações, festas e reuniões, manter o hábito de lavar as mãos, utilizar álcool gel o uso permanente de máscaras em todos os locais. Além de sair de casa somente em casos de necessidade.
Ressaltamos que é fundamental seguir o fluxo instituído para os exames de laboratório. Em caso de exame realizado em laboratório privado, se o resultado for positivo, a Vigilância Sanitária será comunicada para entrar em contato e dar as devidas orientações. Em caso de sintomas procure a unidade básica ou a UPA.
Lembramos que é responsabilidade de cada cidadão zelar pela sua saúde e pela saúde de seus familiares”.

Leia também
Doações de alimentos para campanha de enfrentamento à pandemia caem 66% em Caxias
Estado inclui a Serra em Operação Verão Total e anuncia R$ 1,3 mi em recursos para a saúde na região

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros