Traçado alternativo pode reduzir custo de estrada entre Vila Oliva e Gramado - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Futuro aeroporto07/10/2020 | 15h06Atualizada em 07/10/2020 | 15h06

Traçado alternativo pode reduzir custo de estrada entre Vila Oliva e Gramado

Ligação entre o distrito de Caxias e o município das Hortênsias é fundamental para viabilizar empreendimento

Traçado alternativo pode reduzir custo de estrada entre Vila Oliva e Gramado Luciane Modena/divulgação
Estrada passou por alargamento em 2019 Foto: Luciane Modena / divulgação

A definição de um traçado alternativo pode ser a solução para reduzir o custo de pavimentação da Estrada Municipal Luiz Daneluz, que liga o distrito de Vila Oliva, em Caxias do Sul, a Gramado. A melhoria da ligação é uma das principais obras complementares ao futuro aeroporto regional da Serra Gaúcha, já que atenderá o fluxo turístico da Região das Hortênsias.

Leia mais
Proprietários da área do aeroporto de Vila Oliva, em Caxias, recebem pagamento pelas desapropriações
Licenças e projetos: o que falta para o novo aeroporto da Serra virar realidade
Prefeitura terá quase 40 programas para implantar com instalação do Aeroporto Regional em Vila Oliva

A estrada tem cerca de 17 quilômetros (10 deles no lado de Caxias do Sul) e atualmente não é pavimentada. No ano passado, o trecho caxiense chegou a passar por alargamento para preparar o terreno para aplicação do asfalto. A ligação, contudo, demanda a construção de uma nova ponte no limite dos dois municípios. A atual, construída em ferro e madeira, é antiga e não comporta o fluxo que deve ser gerado pelo empreendimento. Essa estrutura é justamente o que mais deve pesar no orçamento para implementação da estrada.

Para tentar reduzir esse custo, equipes do setor público e da iniciativa privada de Caxias do Sul e Gramado avaliam locais alternativos para a construção da travessia. Dois deles, inclusive, foram visitados por uma comitiva formada por representantes dos dois municípios na manhã desta terça-feira (6). Entre os participantes estavam os prefeitos de Caxias, Flávio Cassina, e de Gramado, João Alfredo de Castilhos Bertolucci, além de representantes do Movimento Mobilização por Caxias (Mobi Caxias), da Agência de Desenvolvimento da Região das Hortênsias e da Garden Engenharia, empresa responsável pela elaboração do estudo ambiental do futuro terminal.

Conforme o secretário interino de Governança e Desenvolvimento Integrado de Gramado, Anderson Boeira, o local originalmente definido para a construção da nova ponte, a cerca de um quilômetro da atual, exigiria uma estrutura de cerca de 980 metros de comprimento e pelo menos 250 metros de altura. Já dois pontos identificados pelo município, na localidade de Morro Redondo, permitiriam construir uma travessia com metade do comprimento e menor altura, diminuindo o custo.

— O traçado é praticamente o mesmo, só muda a montanha onde vai ficar a ponte — explica Boeira, que também participou da visita técnica.

A vistoria ocorreu após uma reunião realizada na última semana para definir um plano de ação para o projeto. Os próximos passos preveem a elaboração de uma proposta de traçado acordada entre os dois municípios que servirá de base para a contratação do projeto, que também definirá o orçamento necessário. 

Outro ponto que ainda precisa ser definido é como o investimento será pago. Uma das alternativas estudas é incluir a estrada na concessão do aeroporto. Contudo, não está descartada contratação de financiamentos e outras fontes de recursos. Em Gramado, por exemplo, sete quilômetros precisam passar por asfaltamento, que já contam com um empréstimo de R$ 7 milhões pré-aprovado no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os recursos, contudo, precisam passar por aprovação da Câmara de Vereadores.

Leia também
Ciro Fabres: os destemidos
Boutique Regina Bellini apresenta campanha solidária #Respira
Feira do Livro de Bento Gonçalves abre nesta quarta, com atividades focadas no online

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros