Serra se enquadra em regras que liberam eventos com pessoas em pé - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Bandeira amarela ou laranja28/10/2020 | 14h15Atualizada em 28/10/2020 | 14h15

Serra se enquadra em regras que liberam eventos com pessoas em pé

Estado editou novas normas nesta semana

Serra se enquadra em regras que liberam eventos com pessoas em pé Antonio Valiente/Agencia RBS
Além do retorno do autosserviço, liberado no início do mês, buffets também têm eventos de entretenimento liberados Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

A Serra se enquadra nas novas regras do Estado que liberaram a realização de eventos sociais e de entretenimento em buffets, casas noturnas, de festas e de shows com público em pé, tanto em ambientes fechados quanto em abertos. As normas mais recentes foram publicadas nesta semana pelo Piratini.

Para os eventos em ambientes fechados, o governo estadual determinou que a região tem que estar há 28 dias seguidos sem bandeira vermelha ou preta. Na laranja, caso da região de Caxias do Sul, o limite é de 70 pessoas, incluindo trabalhadores e público. Aqueles municípios que estiverem na amarela podem ter essas atividades com até 100 pessoas.

Leia mais
Com retorno autorizado, casas de festas infantis esperam recuperação somente em 2021
Estado libera cinemas, teatros, eventos de grande porte e autoatendimento em restaurantes

Já para os eventos sociais em ambientes abertos com público em pé, as regras são mais brandas. É preciso estar fora das bandeiras vermelha ou preta por 14 dias seguidos. Nos locais com consumo de alimentos e bebidas, fica permitida 40% da lotação prevista no Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI). Onde não são oferecidas bebidas ou comidas, a lotação máxima pode ser de 50% da ocupação prevista pelo PPCI. Além da adoção dos protocolos estaduais, são exigidas autorizações municipais ou regionais dependendo do tamanho do evento. Apenas os que têm menos de 300 pessoas não precisam passar pelo crivo local.

Em todos os casos, o tempo limite é de quatro horas de duração, deve ser respeitado o teto de ocupação de oito metros quadrados por pessoa e o distanciamento estabelecido no modo de operação do modelo estadual. A realização dessas atividades só pode ocorrer em cidades que autorizaram e estão no processo de volta às aulas. Conforme o governo do Estado, a condição foi estabelecida como forma de elencar uma prioridade na retomada de atividades. 

Ao longo do último mês, o Estado autorizou a realização de uma série de eventos, sob a justificativa de que há uma melhora no cenário da pandemia no RS. Como parte deles exige autorização da prefeitura, há uma grande demanda em Caxias. Conforme o secretário de Urbanismo, João Uez, são cerca de 45 pedidos apresentados até esta quarta-feira (28). 

Leia também
Preso suspeito de matar candidato a vereador em Flores da Cunha
Família assassinada a tiros dentro de casa é sepultada em Caxias   
Cerca de 60 alunos voltam às aulas no Ensino Médio do Instituto Cristóvão de Mendoza em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros