Morre primeiro paciente do Rio Grande do Sul a receber transfusão de plasma para o coronavírus - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pandemia23/10/2020 | 15h23Atualizada em 23/10/2020 | 17h47

Morre primeiro paciente do Rio Grande do Sul a receber transfusão de plasma para o coronavírus

Tarcísio Giongo ficou internado por mais de 140 dias, recebeu alta, mas não resistiu a outras complicações

Morre primeiro paciente do Rio Grande do Sul a receber transfusão de plasma para o coronavírus Thiele Pedrollo/Divulgação
Tarcísio Giongo chegou a receber alta do hospital Foto: Thiele Pedrollo / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O paciente zero do tratamento de plasma convaslecente para recuperação da infecção de coronavírus no Rio Grande do Sul acabou falecendo nesta sexta-feira (23). Tarcísio Giongo, de 63 anos, era morador de Garibaldi e chegou a receber alta hospitalar no dia 25 de setembro. Entretanto, não demorou para ser hospitalizado novamente. Ele acabou falecendo por complicações no fígado.

Leia mais
Primeiro paciente a passar por transfusão de plasma convalescente recebe alta hospitalar em Caxias
Doações de plasma convalescente em Caxias do Sul beneficiaram 100 pacientes com coronavírus

Tarcísio chegou a ficar 45 dias internado na UTI do Hospital Virvi Ramos, em Caxias do Sul. Após a transfusão de plasma convalescente, ele teve uma evolução positiva e deixou a UTI no dia 15 de junho. 

Após um período internado em enfermaria, acabou por receber alta hospitalar em setembro como forma de prevenção para outras infecções, já que seu quadro clínico ainda não era o ideal. Ele já sofria com problemas no fígado. Nos últimos dias, Tarcísio voltou a ser hospitalizado no Hospital Beneficente São Pedro, em Garibaldi, mas não resistiu a estas novas complicações.

Leia também
Sexta-feira será de sol e temperaturas altas na Serra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros