"A gente tem que estar se superando", diz primeira mulher a assumir comando do Corpo de Bombeiros em Gramado - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Desafio26/10/2020 | 13h35Atualizada em 26/10/2020 | 13h36

"A gente tem que estar se superando", diz primeira mulher a assumir comando do Corpo de Bombeiros em Gramado

Tenente Marisa Richetti, 43 anos, está à frente do pelotão desde o início de setembro

"A gente tem que estar se superando", diz primeira mulher a assumir comando do Corpo de Bombeiros em Gramado Renato Fisch/Divulgação
Foto: Renato Fisch / Divulgação

Mesmo com experiência em postos de comando em diferentes municípios da Serra, a tenente Marisa Richetti, 43 anos, enfrenta como um desafio ser a primeira mulher à frente do Corpo de Bombeiros em Gramado. Esta é a quarta cidade da região em que a tenente ocupa a função. 

Antes de assumir o pelotão de Gramado, em setembro, Marisa estava no comando da corporação na vizinha Canela desde fevereiro de 2019. Nesse período, acumulou por seis meses a função em São Marcos. Mas a estreia em postos de comando foi em Flores da Cunha, no ano de 2016.  

A trajetória dela ainda é uma exceção no mundo militar, onde os postos de comando estão majoritariamente nas mãos de homens. Marisa conta que nunca sofreu nenhum episódio de preconceito ou assédio dentro da corporação. Diante do novo desafio, a comandante, que é natural de Tapejara, projeta conseguir melhorias em equipamentos e instalações, além de incentivar o aperfeiçoamento em cursos. Ela destaca que, apesar da experiência na função em outros municípios, o cargo sempre traz a necessidade de superação: 

— Sempre é um grande desafio estar à frente de uma corporação do Corpo de Bombeiros, porque ela é bastante masculina. Então, tem poucas mulheres hoje no comando no nosso Estado. Então, é sempre um grande desafio. A gente tem que estar se superando, demonstrando sim que nós somos capazes e podemos estar à frente do comando do Corpo de Bombeiros  

Marisa está nos bombeiros desde 1998 e fez carreira principalmente na Serra. Além dos municípios em que foi comandante, esteve lotada em Caxias do Sul por seis anos e, fora da região, em Porto Alegre por um ano.  

Leia também
Jovem perde controle de carro e morre em acidente, em Farroupilha
Morador de Caxias do Sul que perdeu o pai para o coronavírus desenvolve equipamento de desinfecção
Saiba quais os projetos disponíveis para votação na Consulta Popular a partir desta segunda na Serra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros