Um projeto para divulgar as memórias de Galópolis - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória26/09/2020 | 07h00Atualizada em 26/09/2020 | 07h00

Um projeto para divulgar as memórias de Galópolis

Podcast sob o comando da historiadora Geovana Erlo estreia neste sábado e terá entrevistas com 26 moradores do bairro

Um projeto para divulgar as memórias de Galópolis Acervo de Maria Lourdes Diligenti Comerlato/divulgação
Prefeito Mario Vanin (C) durante a abertura da primeira edição da Semana de Galópolis, em 1975 Foto: Acervo de Maria Lourdes Diligenti Comerlato / divulgação

Transformar os moradores em protagonistas da história de uma comunidade é uma das formas mais eficazes de fortalecer a sua identidade cultural. Quando essa ideia engloba a metodologia da História Oral, o resultado costuma ser mais enriquecedor ainda.

É exatamente esse o objetivo do projeto Podcast Memórias de Galópolis, que estreia neste sábado (26), às 19h, nas mais diversas plataformas (leia mais abaixo). Serão 18 episódios, disponibilizados diariamente entre os dias 26 de setembro e 13 de outubro, englobando 26 entrevistados.

Vinculado ao Museu de Território de Galópolis e ao Instituto Hércules Galló, o Memórias foi idealizado pela historiadora Geovana Erlo, mediadora do Instituto e moradora “raiz” do bairro - sobre o qual vem se debruçando nas temáticas de Museologia Social, Patrimônio Cultural e Paisagens Industriais nos últimos seis anos.

Geovana entrevistou 26 moradores de Galópolis, abordando questões divididas em 10 eixos temáticos - educação, gastronomia, lazer, política, trabalho, turismo, passado e futuro, papel da mulher, vida urbana e vida no campo.

A historiadora de 22 anos destaca a necessidade de valorizar a história local por meio da educação patrimonial:

- Eles convivem diariamente com os elementos culturais materiais e imateriais do bairro. Nas entrevistas, são evidenciadas suas memórias e seu senso de pertencimento em relação ao território - pontua Geovana, moradora da Quarta Légua, no interior de Galópolis.

Leia mais
Museu de Território de Galópolis: uma viagem à infância
Museu de Território de Galópolis: um vínculo comunitário
Instituto Hércules Galló e a família Schenk
Residência da família Spinato em Galópolis
Martin Schenk no casarão de Hércules Galló 

Apresentação do Grupo Escolar Paraná durante a primeira Semana de Galópolis. Data: 1975.<!-- NICAID(14601424) -->
Apresentação do Grupo Escolar Paraná durante a primeira Semana de Galópolis, em 1975Foto: Acervo de Maria Lourdes Diligenti Comerlato / divulgação

Lembranças e fotografias

Além de depoimentos ricos em detalhes, o projeto suscitou uma “viagem fotográfica” ao longo das gravações. Dona Lourdes Diligenti Comerlato, 84 anos – que participa do segundo episódio – e sua sobrinha Rosa Maria Diligenti – que compartilhará memórias no nono programa –, disponibilizaram imagens que ilustram algumas das passagens trazidas por suas falas.

Ambas enfatizam o papel do Lanifício São Pedro no cotidiano da vila - quando a fábrica organizava desde o trabalho até a sociabilidade, destacando estruturas criadas por meio da dinâmica fabril, como o cinema e a escola -, além dos eventos organizados durante a  Semana de Galópolis (fotos acima).

Semana de Galópolis: a primeira edição em 1975

Na foto abaixo, uma comemoração organizada pelo Grupo Escolar Paraná no Cine Operário, cedido pelo gerente Vitório Diligenti (pai de dona Lourdes, a moça no fundo à esquerda). Aparecem ainda o professor Luiz Gazola, Juvenal Comerlato (no centro, ao fundo) e Katya Garayalde (na gaita).

Na sequência, dona Lourdes (E) e a senhora Dilá Mincato em frente ao Cine Operário, que seria palco de uma festa do Grupo Escolar Paraná - onde Lourdes atuou como diretora durante 33 anos. Os balões eram para a decoração do lugar. Ambos os registros são de 1958.

Leia mais
Sisto Muner e os antigos fotógrafos de Caxias em livro
Capitel de São Roque: uma tradição de Galópolis
Casarão da família Stragliotto, um símbolo de Galópolis
Fiação e tecelagem: Galópolis e os 75 anos de um sindicato
Edwige Galló no novo prédio do Banrisul em 1952 

Comemoração organizada pelo Grupo Escolar Paraná em 1958, que ocorreu no palco do Cine Operário Galópolis cedido por seu gerente Vitório Diligenti. Neste ano não teve fogueira, mas as apresentações dos alunoscaracterizados de chimangos e maragatos e animados pelo Sr. Pellens e sanfona foi o maior sucesso. As dependências estavam lotadas pelos familiaresdos alunos, pais, vovôs, vovós, amigos aplaudiram de pé desde quando entraram pela porta da frente e até o final das atrações.¿ ¿ relato de dona Lourdessobre fotografia publicada recentemente em suas redes sociais. Estão presentes na fotografia a própria professora Maria Lourdes (no fundo, à esquerda), oprofessor Luiz Gazola (primeiro diretor do Senac Caxias do Sul, criado em 1973), Juvenal Comerlato (no centro, ao fundo) e Katya Garayalde (na gaita). Data:1958. <!-- NICAID(14601422) -->
Alunos e professores do Grupo Escolar Paraná durante uma apresentação no Cine Operário, em 1958Foto: Acervo de Maria Lourdes Diligenti Comerlato / divulgação
Maria Lourdes Diligenti Comerlato (à esquerda) e Dilá Mincato (à direita) em frente ao Cinema Operário, que seria palco de uma festa do Grupo Escolar Paraná, onde atuou como diretora num total de 33 anos. Os balões eram para a decoração da festa em questão. Data: Entre 1958-1960. <!-- NICAID(14601421) -->
Lourdes Diligenti Comerlato (E) e Dilá Mincato em frente ao Cine Operário, palco de uma festa do Grupo Escolar Paraná em 1958Foto: Acervo de Maria Lourdes Diligenti Comerlato / divulgação

Leia mais
Teatro no Cine Operário de Galópolis em 1947
Para recordar do Cine Operário de Galópolis
Galópolis antiga: no escurinho do cinema
Galópolis e a Cascata Véu de Noiva em 1948  
Bênção da Igreja Matriz de Galópolis em 1947  

Parcerias

O projeto é financiado pelo FAC (Fundo de Apoio à Cultura) Digital RS, promovido pela Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, em parceria com a Feevale e a Feevale Tech Park. Objetiva também conectar as pessoas em um ambiente virtual durante o período de distanciamento social decorrente da pandemia.

Já a data de lançamento é simbólica: situa-se no período do programa Primavera dos Museus, organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

Agende-se

:: Podcast Memórias de Galópolis: total de 18 programas, publicados diariamente, às 19h, entre os dias 26 de setembro e 13 de outubro. Edição de Roberto Scopel e Mateus Castilhos.

:: Durante a estreia no YouTube neste sábado (26), às 19h, haverá um chat online. Internautas podem debater sobre a temática apresentada, além de fazer perguntas e comentários à historiadora Geovana Erlo.

Acompanhe

:: Canal do Instituto Hércules Galló no Youtube
::
facebook.com/museudeterritoriodegalopolis
::
twitter.com/museugalopolis
::
instagram.com/museudeterritoriodegalopolis/
::
www.herculesgallo.com.br

Leia mais
Galópolis: Grupo de Bolão Explosivo em 1945
Escolha da Madrinha do Grupo de Bolão Explosivo em 1959
Galópolis na Festa da Uva de 1954
Galópolis vista do Morro da Cruz em 1959
A trajetória da professora Ida Matté
Terceira Légua de Caxias em 1939
Galópolis: uma formatura de corte e costura em 1953

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros