Prefeitura de Gramado confirma a 10ª morte de residente de lar de idosos com surto de coronavírus - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pandemia19/09/2020 | 12h25Atualizada em 19/09/2020 | 12h25

Prefeitura de Gramado confirma a 10ª morte de residente de lar de idosos com surto de coronavírus

Idoso de 70 anos é a 23ª vítima da doença no município

Prefeitura de Gramado confirma a 10ª morte de residente de lar de idosos com surto de coronavírus Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Prefeitura de Gramado confirma décima morte de residente de lar de idosos com surto de coronavírus Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

O Comitê de Operações em Emergências de Gramado confirmou, no final da manhã deste sábado (19), a 10ª morte de paciente do Santa Ana Residencial Geriátrico, onde foi registrado um surto de coronavírus no dia 3 de setembro. A vítima é um idoso de 70 anos que tinha  comorbidades, segundo a prefeitura. Ele estava internado na UTI do Hospital São Miguel desde o dia 9 de setembro. Este é o 23º óbito registrado na cidade, sendo a segunda morte confirmada em decorrência do vírus neste sábado. 

O surto de coronavírus no Asilo Santa Ana Residencial Geriátrico em Gramado é alvo de investigação da prefeitura e do Ministério Público. De acordo com o secretário municipal da Saúde, João Teixeira, o município ainda desconhece se o contágio começou pela infecção de um idoso ou de um funcionário. Uma das possibilidades apuradas, segundo o titular da pasta, é uma falha no protocolo contra a covid-19 que possa ter permitido a disseminação do vírus.

Leia mais
"Estamos muito abatidos, consternados", diz proprietária de casa asilar de Gramado
Depois de nove mortes, prefeitura investiga se houve falha no protocolo contra a covid-19 em asilo de Gramado
"Não houve negligência, foi uma fatalidade", diz neta de vítima do surto de covid-19 em lar de idosos de Gramado
MP de Gramado analisa surto de coronavírus em casa asilar que teve sete mortes
Prefeitura confirma 35 casos relacionados a surto em asilo de Gramado   

Os 15 residentes que permanecem na instituição estão em seus quartos, inclusive aqueles que negativaram os exames para a covid-19, e não podem sair dos dormitórios até a próxima terça-feira (22). A quarentena encerrará no dia 21 de setembro - quando completam os 15 dias desde o primeiro caso - e só depois eles poderão conviver em espaços mútuos. Entre os 17 que não precisaram de internação, apenas dois residentes - que tiveram resultado negativo - foram para as casas de familiares e retornarão também na próxima terça. 

Esta morte ainda não está contabilizada nos números da Secretaria Estadual da Saúde (SES) e, portanto, ainda não consta na estatística nacional. A SES atualiza o boletim diariamente, mas pode levar alguns dias para cada vítima entrar na contagem, o que gera uma discrepância momentânea.

Leia também
Ônibus vão operar em horário restrito no domingo em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros