Prefeitura de Caxias do Sul lança Plano Diretor de Arborização Urbana - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Meio Ambiente21/09/2020 | 18h52Atualizada em 21/09/2020 | 18h52

Prefeitura de Caxias do Sul lança Plano Diretor de Arborização Urbana

O documento dispõe sobre a possibilidade de autorização de corte e de poda de árvores em área pública, além de normas gerais sobre implantação e manutenção

Prefeitura de Caxias do Sul lança Plano Diretor de Arborização Urbana Fabiana de Lucena / Divulgação/Divulgação
O Plano foi lançado nesta segunda (21), data em que se comemora o Dia da Árvore Foto: Fabiana de Lucena / Divulgação / Divulgação

Em alusão ao Dia da Árvore, comemorado nesta segunda-feira (21), a Prefeitura de Caxias do Sul lançou um Plano Diretor de Arborização Urbana (PDAU). O documento é um complemento de um decreto municipal (nº 19.571/2018) que dispõe sobre normas de arborização urbana na cidade.

Leia mais
Caxiense Recicleide completa 21 anos de ARTivismo e promove lives para conscientizar população
Sistema doado à prefeitura irá reduzir tempo de processos na secretaria de Meio Ambiente de Caxias
Araucária derrubada em canteiro de obras de Caxias tinha corte autorizado

O Plano define os casos em que existe a possibilidade de autorização de corte e de poda de árvores em área pública, além de estabelecer normas gerais sobre a implantação e manutenção da arborização de praças, parques e vias públicas. Elaborado com base nos inventários produzidos no Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica, o documento se diferencia dos produzidos em demais municípios pois há o conhecimento do patrimônio arbóreo existente.

O secretário do Meio Ambiente de Caxias do Sul, Nerio Jorge Susin, explica que o primeiro benefício do documento é estabelecer um regramento básico que possa atingir toda a cidade. O PDAU prevê também a escolha da espécie de árvore correta para o local, considerando as características de porte, crescimento da copa, floração, fortificação e posição solar.

— Os técnicos da secretaria listaram um total de 163 espécies com potencial para uso na arborização urbana. Isso é importante porque, a partir de agora, a gente pode definir junto a quem solicita a implantação de uma árvore ou mesmo quando o município vai fazer isso, um regramento claro de onde a gente pode ir — descreve Susin.

Susin explica ainda que o principal objetivo do Plano Diretor de Arborização Urbana é de evitar conflitos que existem entre a população e as árvores. Atualmente existem processos pendentes para execução de cortes em 217 árvores e poda em mais 220. Além disso, estão em espera a vistoria de 153 espécies e a vistoria para a poda em 198 árvores.

— Esses são números bastante significativos porque uma equipe de poda ou de corte praticamente demora um dia por exemplar, quando não leva mais tempo, dependendo do porte da árvore — salienta.

Leia também
Morador da Serra reforma Kombi para superar rotina imposta pelo câncer
No Dia de Luta da Pessoa com Deficiência, conheça a história de Licilene que encara desafios diários em Caxias
Com música e cheios de expectativa, alunos do ensino médio voltam às aulas presenciais em colégio de Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros