Pórtico do Rincão da Lealdade nos anos 1970 - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória18/09/2020 | 07h00Atualizada em 18/09/2020 | 07h00

Pórtico do Rincão da Lealdade nos anos 1970

Estrutura é um dos símbolos do CTG, o mais antigo de Caxias do Sul, fundado em 1953

Pórtico do Rincão da Lealdade nos anos 1970 Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami/divulgação
O famoso acesso ao Rincão, na BR-116, no início dos anos 1970 Foto: Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami / divulgação

Fundado em 29 de outubro de 1953, o Rincão da Lealdade ostenta o título de CTG mais antigo de Caxias do Sul e o terceiro a ser criado no Rio Grande do Sul - uma iniciativa dos amigos Joaquim Pedro Lisboa, Armando Cardoso Alves, Ary Cachoeira, Guilherme do Valle, Máximo da Luz, Oswaldo Eilert e Ruy Mascia.

Leia mais
Joaquim Pedro Lisboa e a antiga Página Tradicionalista do Pioneiro

Antigo cartão de visitas da cidade, juntamente com os varejos do Eberle e da Gazola, o Rincão era parada obrigatória para turistas, presidentes e autoridades nas Festas da Uva dos anos 1950, 1960, 1970 e 1980. Além dos amplos salões - cenário para centenas de reuniões, almoços, jantares, homenagens e solenidades empresariais -, outro símbolo do espaço existente até hoje é o famoso pórtico junto a BR-116, conforme vemos no postal acima, do início dos anos 1970. 

Eram os tempos em que o estacionamento “fervia” de Fuscas, Kombis, Opalas, Rurais, Simcas, Aero Willys, Gordines, DKW’s, entre tantos outros clássicos... 

Leia mais
CTG Rincão da Lealdade em 1967
CTG Rincão da Lealdade na Festa da Uva de 1969
Cartões-postais: um passeio pela Caxias de 45 anos atrás
Caxias do Sul de antigamente em cartões-postais
Simca Show agita Caxias do Sul em 1965

Painéis de Ary Cavalcanti

O amplo salão também abriga os painéis de autoria do fotógrafo, professor de desenho e escultor Ary Cavalcanti (1912-1994), outro dos mentores do Rincão e um dos maiores entusiastas da cultura tradicionalista.

Ary Cavalcanti e a Sociedade Marechal Rondon de Arco e Flecha

Além de ter confeccionado o desenho, Ary se autoretratou nele: é o gaúcho pilchado oferecendo um chimarrão à prenda, inspirada na jovem Solange Pinheiro, filha do ex-patrão Clóvis Pradel Pinheiro. As outras pinturas destacam a Revolução Farroupilha e a Caxias do Sul industrial, com imagens do empresário Abramo Eberle e da jovem Maria Elisa Eberle.

Leia mais
CTG Rincão da Lealdade visita a Bahia em 1961
Rádio Caxias, 70 anos: Vem pra Cancha, Amigo
Família lança livro de poesias em homenagem a Clóvis Pradel Pinheiro

Semana Farroupilha

Em 2018, o Museu Municipal recontou parte da história do lugar na exposição Do Rio Grande do Passado para o Rio Grande do Futuro - 65 Anos de História do Rincão da Lealdade. Em função da pandemia, o Rincão está com toda sua programação de festejos farroupilhas de 2020 em formato online.

Leia mais
Rincão da Lealdade: encontro de funcionários da Marcopolo em 1966
Carro alegórico das Carrocerias
Nicola na Festa da Uva de 1969
Carro alegórico da Randon na Festa da Uva de 1972
Miniaturas que resgatam a história de antigas vinícolas
Tecidos e artefatos Kalil Sehbe em 1966

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros