Pesquisa sobre saúde mental de profissionais da linha de frente ao combate à covid em Caxias tem prazo estendido - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Baixa adesão22/09/2020 | 12h43Atualizada em 22/09/2020 | 12h43

Pesquisa sobre saúde mental de profissionais da linha de frente ao combate à covid em Caxias tem prazo estendido

Professora faz pedido para que trabalhadores da área colaborem para a coleta dos dados

Pesquisa sobre saúde mental de profissionais da linha de frente ao combate à covid em Caxias tem prazo estendido André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS

A pesquisa para mapear as condições de saúde mental de profissionais que atuam na linha de frente ao combate da covid-19 em Caxias do Sul sofre com a baixa adesão. No mês passado, os questionários foram enviados por e-mail, com a previsão de que os primeiros resultados estivessem disponíveis já em setembro. No entanto, chegaram respostas de apenas 15% da amostra mínima de 600 participantes. Diante disso, o prazo teve de ser estendido até o final de setembro. 

Os e-mails foram disparados para cerca de 7 mil profissionais da saúde que integram os quadros de associados do Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv) e com o Sindisaúde, que representa parte dos funcionários do setor privado. Com a baixa adesão, foram reencaminhados para garantir que o trabalho seja consistente.  

O projeto é liderado pelas professoras Ana Claudia Zampieri e Cássia Ferrazza Alves, do Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG. De acordo com Ana, o questionário leva em torno de 20 minutos para ser respondido. O projeto busca identificar sinais de estresse, ansiedade e depressão entre esses trabalhadores. Ela faz um pedido pela colaboração dos trabalhadores do setor: 

— (A participação é importante) para trazer informações sobre como os profissionais da saúde que estão vivenciando a pandemia e pensar estratégias ou intervenções voltadas à saúde do trabalhador — explica Ana, que é coordenadora do curso de Psicologia da FSG.  

O questionário é voltado não apenas a profissionais com formação na área da saúde, mas também trabalhadores que atuam em serviços como higienização, segurança, transporte e cozinha. .

Leia também
Incerteza e crise na pandemia motivam redução de alunos no ensino superior na Serra
Estrada Velha, entre Caxias e Flores da Cunha, terá bloqueio total a partir desta quarta-feira
Comitiva de Caxias cumpre agenda em ministérios nesta terça-feira em Brasília

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros