Mesmo com chuva, turistas lotam hotéis da Serra para aproveitar o Feriado da Independência  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Turismo07/09/2020 | 17h02Atualizada em 07/09/2020 | 17h02

Mesmo com chuva, turistas lotam hotéis da Serra para aproveitar o Feriado da Independência 

 Cidades como Gramado e Cambará do Sul registraram aumento no movimento tanto na rede hoteleira quanto em restaurantes e comércio 

Mesmo com chuva, turistas lotam hotéis da Serra para aproveitar o Feriado da Independência  Antonio Valiente/Agencia RBS
Mesmo que o clima não tenha colaborado, 2,5 mil turistas estiveram nos parques nacionais de Aparados da Serra e da Serra Geral Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Nem mesmo o tempo instável, com céu encoberto e previsão de chuva que se confirmou para este Feriado de Independência, impactou no movimento nos hotéis da região das Hortênsias, dos Campos de Cima da Serra e da Uva e do Vinho. Cidades como Gramado, Canela, Nova Petrópolis, São Francisco de Paula, Cambará do Sul, Flores da Cunha, Bento Gonçalves registraram aumento na procura da rede hoteleira. 

Em Cambará do Sul, a rede hoteleira comemora o movimento que tem se intensificado desde 20 de agosto, quando nevou na cidade. 

-  Os hotéis mais uma vez lotaram dentro da nossa capacidade de receber 50% dos hóspedes. Desde a expectativa de neve, que se confirmou em agosto e do frio intenso, o movimento aumentou porque a nossa cidade voltou a ser vista, o que atrai mais visitantes -  avalia a secretária de Turismo, Beatriz Trindade. 

Mesmo que o clima não tenha colaborado, 2,5 mil turistas estiveram nos parques nacionais de Aparados da Serra e da Serra Geral entre sábado (5) e domingo (6). A chuva até pode deixar os turistas frustrados, já que o ponto forte da cidade são os passeios aos cânions Itaimbezinho e Fortaleza e o turismo de aventura ao ar livre. No entanto, não teve cancelamentos, o que segundo a secretária mostra que setor se reinventou para garantir a presença dos turistas:

- Os turistas querem uma fuga da rotina e até da pandemia, e a cidade pode oferecer cultura típica, gastronomia, fogo na lareira, um bom vinho, pipoca e diversas opções de lazer. O setor está saindo da zona de conforto e o turista aprova esse movimento. 

Região das Hortênsias também registra ocupação máxima permitida 

O presidente do sindicato Patronal da Hotelaria, Restaurantes, Bares, Parques, Museus e Similares da Região das Hortênsias (SindTur Serra Gaúcha), tem a mesma percepção: a chuva não afastou os visitantes. De acordo com Mauro Salles, os municípios de Gramado, Canela e Nova Petrópolis tiveram ocupação máxima, respeitando a média do que é permitido com a pandemia.

- Mesmo com chuva as pessoas quiseram sair de casa, e estão dispostos a viajar. Em outras épocas teriam cancelamentos, mas dessa vez foi contrário e teve movimento. A maiorias dos hotéis conseguiu atingir ocupação de 50% que é o estipulado pelos decretos e também percebemos que a rede hoteleira está unida, e um ajuda o outro. Se não há como receber os hóspedes porque já está no limite das vagas de leitos indicam outros e assim todo o setor comemora bons resultados. 

Salles ressalta que em Gramado e Canela o movimento é perceptível:

- O feriado movimentou não apenas a rede hoteleira, mas também a gastronomia, o comércio e os serviços.  As duas cidades estão bem movimentadas, a chuva atrapalha um pouco os passeios ao ar livre, nos parques, mas a ocupação é significativa para o setor _ afirma. 

O mesmo ocorreu em São Francisco de Paula: hotéis e restaurantes registraram aumento no fluxo de pessoas. O secretário do Turismo, Cultura e Desporto, Rafael Castelli Costa, ressalta que o feriado aqueceu o setor:

-  Tanto os hotéis, quando o setor gastronômico e o comércio tiveram movimento positivo. Ainda não temos um levantamento, mas com base nas informações dos hotéis e das pousadas e também do movimento na cidade em determinados locais percebemos que há turistas na cidade. 

O secretário acredita que a rede hoteleira tenha chegado a ocupação máxima permitida:

- Dentro dos percentuais e do protocolo do que podemos atender o setor hoteleiro está com a ocupação máxima permitida ocupada. Não há fluxo de pessoas nas ruas em função do tempo, mas a cidade está com um movimento bacana e positivo para o setor. 

Em Bento Gonçalves vinícolas também atraíram turistas 

Em Bento Gonçalves, o movimento também aumentou durante o feriado, especialmente nas vinícolas.

- Os feriados ajudam a movimentar o setor, e para a Serra, especificamente, Bento Gonçalves e Flores da Cunha, o clima ajuda a atrair turistas porque tem as vinícolas _ afirma o presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria Região Uva e Vinho (Segh), Vicente Homero Perini Filho. 

Ele ressalta que este último final de semana foi positivo para o setor: 

-  Vários hotéis estão com lotação máxima permitida, dentro dos limites previstos de acordo com as bandeiras. As diárias de duas noites, sábado para domingo e domingo para segunda-feira aumentaram consideravelmente em função do feriado. Tivemos 100% da ocupação na região, considerando a capacidade de cada hotel ou pousada, sendo que alguns podem reservar 50% dos leitos e outros 70%. 

Ele finaliza:

 - Espero que o governo estadual reveja as bandeiras para poder aumentar ocupação dos hotéis, o que vai aquecer o setor. 

Leia também
Moradores de Caxias celebram Dia da Pátria com atos de solidariedade
Aulas nas escolas da Educação Infantil de sete municípios da Serra devem voltar na terça-feira
Grupo protesta contra a volta das aulas presenciais em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros