Francisco Michielin e as lembranças do Esporte Clube Juventude - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Memória23/09/2020 | 07h00Atualizada em 24/09/2020 | 13h26

Francisco Michielin e as lembranças do Esporte Clube Juventude

Médico e escritor recorda da formação de 1948 e da inauguração da nova sede, em 1952

Francisco Michielin e as lembranças do Esporte Clube Juventude Acervo pessoal de Francisco Michielin / Divulgação/Divulgação
Em 1948: Júlio Longhi, Rubens Bortagaray, Edgar Brandalise, Pulim, Pastelão, Marcon e o treinador Adelino Fabbris. Agachados, Canelinha, Yeyé, Homero Soldatelli, Odilo e Margarida Foto: Acervo pessoal de Francisco Michielin / Divulgação / Divulgação

 A partir desta quarta começamos a publicar algumas colaborações do médico, escritor e “doente” pelo Esporte Clube Juventude Francisco Michielin. Textos, fotos, relatos e centenas de episódios envolvendo o time mesclam-se à trajetória do cardiologista desde a infância – quando ele atravessava o pontilhão sobre o Arroio Tega para assistir aos treinos na lendária Quinta dos Pinheiros.

Pra começar, curiosidades sobre dois acontecimentos marcantes: a Goleada do Século, em 1949, e a inauguração da nova sede junto à Praça Dante, em 1952. 

Um campeão em formação

“No ano de 1948, esse time de "aspirantes" do Juventude arrasou todos os demais adversários da cidade e conquistou o campeonato da categoria de forma invicta. Alguns desses jogadores, de quando em vez, atuavam, também, entre os titulares. O time tinha um entrosamento fantástico, e muitos deles eram craques maiúsculos. Estavam em processo de maturação. Tanto que nos próximos quatro campeonatos da cidade dos "times de cima", eles triunfaram por três vezes.

O goleiro, de branco, é Júlio Longhi. A seguir, Rubens Bortagaray, Edgar Brandalise, Pulim, Pastelão e Marcon. O treinador de chapelão é o mítico Adelino Fabbris, antigo goleiro dos anos 1920-1930, treinador dos "principais", várias vezes dirigente e presidente em 1955. Agachados, da esquerda para a direita, Canelinha, Yeyé, Homero Soldatelli, Odilo e Margarida. Seis entre eles jogaram a mais famosa decisão de Caxias do Sul, no dia 8 de agosto de 1949 (o ano seguinte), impondo a chamada "Goleada do Século": 6x0 contra os arquirrivais do Flamengo (hoje, Caxias). Três da defesa (Bortagaray, Pipinha e Marcon) e três atacantes (Canelinha, Homero e Margarida)”. (Francisco Michielin)

Leia mais
Família Salatino na história do Esporte Clube Juventude
Estádio Alfredo Jaconi rumo aos 45 anos
Francisco Michielin e uma homenagem ao Esporte Clube Juventude 
Francisco Michielin e as equipes de 1948, 1952 e 1954
A trajetória de Alfredo Jaconi no Esporte Clube Juventude

Inauguração da nova sede, em 1952, contou com Moacir Chiarello (ao centro) e Ary Soares (à direita)Foto: Acervo pessoal de Francisco Michielin / Divulgação

A inauguração da nova sede em 1952 

“Em 4 de novembro de 1952, o Esporte Clube Juventude mudou o endereço de sua sede, então situada na Rua Pinheiro Machado. A inauguração ocorreu num ambiente de confraternização e de muita festa. A nova sede passava a ser no ponto mais central possível: exatamente onde hoje localiza-se o edifício que a cidade consagrou, carinhosa e popularmente, com o apelido de "Caixa de Fósforo", bem defronte à Praça Dante Alighieri.

O então mais alto prédio da cidade só foi ser construído em 1960 e chamava a atenção por sua altura. Coisa nada vista até então. Uma obra considerada arrojada e que começaria a mudar substancialmente a geografia arquitetônica de Caxias do Sul. Repare-se na foto, uma mostra da quantidade de taças conquistadas. Ali, havia uma "bomboniére", um bem montado bar, salão para carteado - e servia como salão de reuniões dos conselheiros. A diretoria, propriamente, possuía uma sala à parte. O jovem senhor ao centro é Moacir Chiarello, que durante muitos anos exerceu cargos na direção. Bem no cantinho à direita, apenas o rosto do senhor Ary Soares, presidente do clube”. (Francisco Michielin)

Leia mais
Morte de Alfredo Jaconi enluta Caxias em 1952
Francisco Michielin lança livro sobre os primeiros 100 anos do Esporte Clube Juventude
Francisco Michielin na pulsação literária
A construção do Estádio Alfredo Jaconi
A inauguração do Estádio Alfredo Jaconi em 1975
Carnaval de 1938: a Taba do Índio Arão no Recreio da Juventude
Uma gincana de lambretas em 1959
Uma olimpíada agita Caxias do Sul em 1952
Vídeo: Oscar Boz e o filme original das Olimpíadas Caxienses de 1952

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros