Conheça o projeto que fabrica e vende sabão artesanal para ajudar animais em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pets17/09/2020 | 08h58Atualizada em 17/09/2020 | 08h58

Conheça o projeto que fabrica e vende sabão artesanal para ajudar animais em Caxias do Sul

Integrante da família, o vira-lata Rrobson faz sucesso divulgando o Sabão Solidário, criado por Marisa e Bárbara Gubert

Conheça o projeto que fabrica e vende sabão artesanal para ajudar animais em Caxias do Sul Bárbara Gubert / Divulgação/Divulgação
Não brinca em serviço: Sabão Solidário tem o vira-lata Rrobson como ajudante Foto: Bárbara Gubert / Divulgação / Divulgação

Uma vida ao lado de companheiros de quatro patas e a ideia de que era possível fazer mais pela causa animal levaram Marisa e Bárbara Gubert, mãe e filha, a criarem o projeto Sabão Solidário, em Caxias do Sul. Por meio da fabricação e da venda de um produto simples, a técnica em enfermagem e a advogada enxergaram uma oportunidade de ajudar protetores de animais durante a pandemia.

A família Gubert conhecia uma voluntária do brechó Latidos e Miados, de Caxias, que fazia sabão artesanal para vender em prol do local. De acordo com Bárbara, o volume da produção era baixo em razão da dificuldade em conseguir matéria-prima, como óleo, por exemplo. A advogada já era familiarizada com a técnica, porque a avó dela costumava fazer sabão em casa:

— Ela fazia, mas era uma sujeirada... E ela tinha lote. Nós moramos em apartamento — comenta Bárbara, lembrando do primeiro obstáculo que surgiu no projeto. — Mas pensamos: vamos fazer nós mesmas o sabão? Vamos!

Funcionário do mês: Rrobson engravatado para divulgar o Sabão SolidárioFoto: Bárbara Gubert / Divulgação

No início da pandemia, Bárbara participou do sorteio de um prêmio TriLegal. O bilhete foi comprado da dona de uma loja de produtos para limpeza, que vende, inclusive, a soda para a produção do Sabão Solidário hoje. Era domingo de manhã quando Bárbara recebeu, inesperadamente, um telefonema da proprietária da loja, informando que ela havia ganhado o prêmio de R$ 2 mil. Na ocasião, a advogada estava no carro com uma amiga, que ouviu a conversa e ficou sabendo da ideia da produção. 'Por que tu nunca me falou disso?', ela quis saber. 'Porque não consigo fazer, por causa do óleo, que é difícil conseguir', respondeu a Bárbara. A amiga, que é proprietária de uma casa de lanches, logo disse 'eu tenho óleo!'.

O dinheiro foi o pontapé para o começo da fabricação. Com muita matéria-prima e encomendas a caminho, Marisa começou a produzir as barras. Foram criadas etiquetas para as embalagens e placas de divulgação para os pontos de venda, em parceria com a Mega Comunicação Visual. Todo o processo acompanhado, é claro, pelo vira-lata da família, o Rrobson.

Participação rendeu montagens que foram divulgadas na internetFoto: Bárbara Gubert / Divulgação

Com direito até a um perfil próprio no Facebook, o cachorro é um ajudante ativo do projeto, da produção até a entrega do sabão aos clientes. A brincadeira tem feito sucesso e ajuda a divulgar o produto, que chama atenção também pelo modo como é feito:

— Tem gente que compra pra colaborar e gente que compra porque é igual ao que a vó fazia — diz Bárbara, elencando os ingredientes da mistura artesanal: álcool de posto, sebo animal, soda e óleo vegetal.

Para os veganos, Rrobson manda dizer que a produção está testando uma versão sem sebo, mas com a mesma qualidade que já agrada seus clientes fiéis.

De mochila, o cãozinho acompanha a família nas entregas do sabãoFoto: Bárbara Gubert / Divulgação

Companheiro promovido a CEO

Rrobson entrou para a família em 2019, quando Bárbara e Marisa souberam de uma ninhada de nove cachorrinhos vira-latas. No dia em que foram conhecer os filhotes, a técnica de enfermagem estava inclinada à adoção de um deles, mas a filha argumentava que não gostava de cães:

— Sou uma pessoa de gatos, sempre tivemos gatos. Hoje temos quatro, o Angelo Antônio, a Maria Clara, o Heitor Egídio e o Leonel Brizola. Esse se chama assim porque é muito falante, ele discursa — Bárbara explica, rindo.

Bárbara atribui a paixão pela causa animal à gata Laura, que conviveu com a família durante mais da metade da vida da advogadaFoto: Arquivo pessoal / Divulgação

A advogada disse não querer um cachorro na época, mas a mãe, que havia se apaixonado pelo mais agitado dos filhotes, brincou: 'a casa é minha, tu que vai embora!'. Bárbara teve que ceder e, quando pegou o filhote no colo, ele dormiu. Ela achou que foi uma resposta para suas orações.

Inseparáveis: Marisa Gubert e o amiguinho RrobsonFoto: Bárbara Gubert / Divulgação

As vendas do Sabão Solidário já cobriram, entre outras ações, os gastos com estufas e telhas para as casinhas do Canil Municipal de Caxias, a cirurgia de duas gatas cegas e a compra de uma cadeira de rodas para uma cadela chamada Esperança. Além da cadeira, a cachorrinha resgatada ganhou vacinas e outros itens, também fornecidos pelo projeto.

As barras, que pesam no mínimo 200g, são vendidas por R$ 4 a unidade. Com o selo Rrobson de qualidade, o sabão tem alta duração e pode ser usado, principalmente, na pia e no tanque.

Onde comprar?

O Sabão Solidário pode ser adquirido com a Bárbara, pelo número (54) 98111-3246, ou nos seguintes pontos de venda:

:: Brechó Chick de Marga, na esquina das ruas Treze de Maio e Os Dezoito do Forte;
:: Brechó Latidos e Miados - Rua Nestor Moreira, 809;
:: Clínica Mamíferos - Rua Luiz Antunes, 329 (atrás do Fórum);
:: Exclusiva Store - Galeria Atrium Center, na Rua Sinimbu, 1526;
:: Felippi's Lanches - Rua Antônio Ribeiro Mendes, 2475;
:: Ferragem das Hortências, no bairro Jardim das Hortências;
:: RevitallePet - BR-116, bairro Sagrada Família;
:: Sant Trevi - Rua Marquês do Herval, 1386;

Leia também
Na Cozinha: aprenda a preparar a abobrinha recheada para uma refeição mais leve
Depois de ter sido anunciado em Farroupilha, hospital odontológico começa a ser construído em Caxias
Caxias do Sul ultrapassa a marca de 7 mil moradores que já contraíram o coronavírus

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros