Serra está há 10 dias com taxas de ocupação de UTIs abaixo dos 80%  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Pandemia07/08/2020 | 12h00Atualizada em 07/08/2020 | 12h00

Serra está há 10 dias com taxas de ocupação de UTIs abaixo dos 80% 

Aumento do número de leitos e redução de internações colaboraram para a diminuição

Serra está há 10 dias com taxas de ocupação de UTIs abaixo dos 80%  Jefferson Botega/Agencia RBS
São 203 internados nesta sexta-feira Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

A taxa de ocupação dos leitos de UTI na Serra desde o dia 29 de julho está abaixo dos 80%, que é um nível considerado crítico pelo Governo do Estado. Nesta sexta-feira (7), está em 74%. Com a abertura constante de vagas de terapia intensiva na região, os municípios conseguiram fazer com que o índice ficasse em amarelo. São, no total, 274 leitos. Para uma comparação, no dia 20 de julho, eram 252. Também houve redução na quantidade de internados desde então. Os dados são da Secretaria Estadual da Saúde. 

Os dados mostram que a abertura de vagas nos hospitais foi fundamental para o combate à pandemia. São 203 internados: 90 com coronavírus, 24 com suspeita da covid-19 ou outra Síndrome Respiratória Aguda Grave e 89 com outras doenças. Antes da pandemia, levantamento do Observatório Regional de Saúde mostrou que eram 150 vagas na terapia intensiva na Serra. Ou seja, a capacidade já estaria esgotada, se não houvesse o investimento.  

Leia mais
Região de Caxias é uma das seis do Estado com alta taxa de ocupação de UTIs
Ocupação de leitos de UTI supera os 80% na Serra

Mas nem só esse fator contribuiu para a redução da taxa nos últimos 10 dias. O número de internados também caiu: de 212 há pouco mais de duas semanas para 203 agora.  

— É um reflexo direto dessas três semanas que a região vinha de uma bandeira vermelha. A gente teve um fluxo diminuído e que refletiu nesses números porque temos um delay (demora). Quando a gente faz uma restrição, a gente leva de 10 a 15 dias para ter essa resposta. O que a gente acredita muito fortemente é que seja em função disso — comenta a titular da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, Tatiane Misturini Fiorio. 

Já Observatório Regional da Saúde prefere reunir mais dados sobre a quantidade de internações de pacientes que moram na Serra em outras regiões do Estado para avaliar de forma mais precisa a evolução da pandemia regionalmente. Isso porque a Serra recebe e manda pacientes para outras regiões do RS, já que a regulação é do Governo do Estado. 

Nesta sexta-feira (7), tem rodada prévia do sistema de bandeiras do modelo de distanciamento controlado do Governo do Estado. Mesmo que a Serra migre da atual laranja para a vermelha, poderá permanecer com parte do comércio não essencial aberto, diferente das outras vezes, graças a mudanças no sistema pelo Piratini. 

Leia também
Saiba em quais clínicas de Caxias do Sul foram aplicadas vacinas contra a gripe adulteradas
Em Farroupilha, comerciantes são testados para a covid-19
Por mês, mais de 100 mulheres são atendidas por violência doméstica em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros