Pandemia: Bento permanece sob regramentos da bandeira vermelha - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Prudência02/08/2020 | 11h26Atualizada em 02/08/2020 | 11h26

Pandemia: Bento permanece sob regramentos da bandeira vermelha

Justiça suspendeu decreto municipal que autorizava a abertura de alguns serviços na cidade

Pandemia: Bento permanece sob regramentos da bandeira vermelha Carina Furlanetto/divulgação
Liminar foi expedida na noite de sábado Foto: Carina Furlanetto / divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Em liminar expedida na noite de sábado (1º), o Ministério Público suspendeu decreto municipal de Bento Gonçalves que autorizava a abertura de serviços como alojamento, alimentação, comércio, educação e serviços. O documento, assinado pela juíza da comarca de Bento Carina Paula Chini Falcão, prevê o retorno imediato da cidade às regras estabelecidas aos municípios da bandeira vermelha no Modelo de Distanciamento Controlado determinado pelo Governo do Estado.

Leia mais
Classificação preliminar coloca a Serra com risco alto de contágio pela quarta semana seguida
Bento Gonçalves e Canela registram mais mortes causadas pelo coronavírus
MPF faz acordo com 25 prefeitos da Serra para tratamento precoce com cloroquina
Prefeitura de Bento prepara decreto para obrigar empresas a usarem plataforma de rastreamento da covid-19

O documento explica que "há claro perigo de dano à população, considerando que a adoção da medida que flexibiliza as normas de distanciamento social impostas pelo Estado pode colocar em risco a saúde pública, haja vista que, diante da transmissão comunitária e do rápido alastramento do vírus, o qual está ainda mais rápido e grave em Bento Gonçalves atualmente, o distanciamento social é imprescindível , ao menos por ora, para conter seu avanço indiscriminado e impedir o colapso do sistema público de saúde que já se avizinha". De acordo com as últimas atualizações sobre a situação do coronavírus em Bento, a cidade possui 2.235 casos confirmados da doença, 1.940 curados e 76 mortes.  

A prefeitura de Bento afirmou, em nota, que irá cumprir a determinação da Justiça. A liminar esclarece ainda que o descumprimento do decreto estadual implica em multas diárias no valor de até R$ 5 mil.

Leia também
Homem morre em acidente na BR-470, em Bento
"Decisões judiciais que suspendam decretos serão acatadas", diz presidente da Amesne
Ônibus operam com restrições neste domingo em Caxias do Sul
Após cão ter sido enforcado, protetores dos animais protestam em Caxias do Sul


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros