Morre o premiado arquiteto caxiense André Piva, aos 52 anos, no Rio de Janeiro - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Arquitetura em luto07/08/2020 | 15h30Atualizada em 07/08/2020 | 15h30

Morre o premiado arquiteto caxiense André Piva, aos 52 anos, no Rio de Janeiro

Ele foi um dos pioneiros na luta pelo reconhecimento oficial das relações homoafetivas

Morre o premiado arquiteto caxiense André Piva, aos 52 anos, no Rio de Janeiro Twitter,reprodução/Reprodução
Natural de Caxias do Sul, Piva passou uma época em Brasília, mas foi no Rio de Janeiro que tornou-se um dos mais renomados arquitetos da Cidade Maravilhosa. Foto: Twitter,reprodução / Reprodução
Pioneiro
Pioneiro

Morreu na noite de quarta-feira (5), o arquiteto caxiense André Piva, aos 52 anos. Com escritório no Rio de Janeiro e atuação em diversos países, Piva estava internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul da capital carioca, em decorrência de uma leucemia linfocítica aguda.

Leia mais
VÍDEO: Menina de Caxias celebra recomeço após ser salva por doação de medula do irmão

Irmão do ator Guilherme Piva, que está interpretando a personagem Licurgo na reprise da novela “Novo Mundo” da Rede Globo, André Piva era casado oficialmente desde 2013 com o estilista Carlos Tufvesson, com quem vivia desde o ano de 1995. Ele foi um dos pioneiros na luta pelo reconhecimento oficial das relações homoafetivas e chegou a comandar a Coordenadoria Especial de Diversidade Sexual da prefeitura do Rio.

Natural de Caxias do Sul, Piva passou uma época em Brasília, mas foi no Rio de Janeiro que tornou-se um dos mais renomados arquitetos da Cidade Maravilhosa. Graduado em 1990 pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), André costumava atender celebridades, políticos e empresários.

A construção de sua própria casa, nos anos 2000, ganhou destaque na imprensa brasileira e internacional. A partir deste episódio, André Piva se dedicou a projetos residenciais com mais liberdade em executar o seu estilo mais despojado. Um dos seus mais recentes trabalhos foi a revitalização do Cinema do Leblon.

Filho do advogado Luiz Carlos e da professora Beatriz Festugato, o premiado arquiteto foi sepultado no Cemitério da Penitência nesta sexta-feira (7) em cerimônia reservada à família.

Leia também
Vereador de Caxias apresenta proposta de Museu Aberto de Arte Avenida Júlio de Castilhos
Jema Scottá, a Nonna, comemora centenário em Barão
Loteamento Campos da Serra, em Caxias, terá escola de educação infantil

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros