Entidades celebram decisão do Governo que reabre o comércio não essencial em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Distanciamento 03/08/2020 | 19h25Atualizada em 03/08/2020 | 20h00

Entidades celebram decisão do Governo que reabre o comércio não essencial em Caxias do Sul

Sindilojas e CDL defendem atenção às medidas de prevenção para manter região na bandeira laranja

Entidades celebram decisão do Governo que reabre o comércio não essencial em Caxias do Sul Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O comércio não essencial de Caxias do Sul ganhou aval do Estado para reabrir a partir desta terça-feira sob as regras da bandeira laranja. A notícia veio na tarde desta segunda-feira (3), após o recurso dos prefeitos da região ter sido aceito pelo governo do Estado. Na prática, muitos estabelecimentos já operavam permitindo a entrada de clientes contrariando o decreto estadual. 

Leia mais
Serra retorna à bandeira laranja no modelo de distanciamento controlado do RS

Na bandeira laranja, as lojas podem funcionar com 50% dos trabalhadores e obedecendo os protocolos de prevenção como o uso obrigatório de máscaras para ter acesso aos locais e manter a higienização das mãos com álcool em gel. Da mesma forma restaurantes (exceto no sistema de autosserviço).  Centros comerciais e shoppings podem ter até 50% da capacidade. 

– Esperamos que esse seja o momento de estabilização da pandemia. O comércio já acumulou muitas perdas e precisa trabalhar. Com o Dia dos Pais, esperamos uma recuperação nas vendas – declarou, por meio de nota, a presidente do Sindilojas Caxias, Idalice Manchini.

Para o setor de vestuário, seguem as regras para utilização dos provadores determinadas pela portaria da Secretaria Estadual de Saúde. Os provadores devem ser higienizados com álcool 70% ou outro desinfetante adequado depois de cada uso. É preciso fazer o controle de acesso para evitar aglomerações e assegurar o distanciamento mínimo entre as pessoas e o tempo necessário à higienização. Além disso, o comerciante deve disponibilizar álcool gel 70% quando a pessoa entrar e ao sair dos provadores. Os clientes devem permanecer com a máscara durante a prova de roupas e acessórios. A prova de peças que entrem em contato com o rosto, como camisetas e blusas, segue proibida. As peças devem ser higienizadas após a prova ou devolução pelo cliente, nos casos de retirada do estabelecimento para experimentar em casa. Os provadores devem ter cartazes com orientações aos clientes. Antes e depois da prova de calçados, os usuários devem higienizar as mãos e o produto deve ficar em local arejado e não ser colocado imediatamente na caixa.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias comemorou de forma cautelosa o retorno da região para a bandeira laranja, que também permite maior flexibilização das atividades de serviços, entre elas a retomada dos restaurantes. 

Para o presidente da entidade, Renato Corso, a decisão do governado é um respiro para a economia, mas é preciso redobrar a atenção para que as medidas sejam mantidas nas próximas rodadas de avaliação.

– Mesmo com redução parcial no atendimento, é um alento para dar continuidade aos negócios, especialmente nesta semana em que estamos às vésperas do Dia dos Pais. A prioridade é mantermos as empresas abertas, com todos os cuidados que temos tomado. É o momento de unirmos forças para superar este desafio. Entretanto, esperamos que, urgentemente, o governo do Estado faça um aperfeiçoamento no Modelo de Distanciamento Controlado, tornando-o mais equilibrado com todos os setores da economia – disse Corso, em nota.

A CDL defende, ainda, a retomada gradual das atividades de outros setores, como dos  eventos e da educação infantil, que estão fechados desde março.

Leia também:
Em Caxias, procura por seguro-desemprego até julho é 91% maior do que no mesmo período de 2019

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros