Contratação de empresa para recuperar RS-448, em Farroupilha, está prevista para ocorrer em setembro - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Obra emergencial11/08/2020 | 14h13Atualizada em 11/08/2020 | 14h13

Contratação de empresa para recuperar RS-448, em Farroupilha, está prevista para ocorrer em setembro

Estudos no terreno foram concluídos na última semana e projeto deve ficar pronto no fim de agosto

Contratação de empresa para recuperar RS-448, em Farroupilha, está prevista para ocorrer em setembro Porthus Junior/Agencia RBS
Trecho desmoronou há cerca de 40 dias devido ao grande volume de chuva Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A contratação emergencial de uma empresa para recuperar o km 39,5 da RS-448, entre Farroupilha e Nova Roma do Sul, está prevista para ocorrer em setembro. O trecho está interrompido desde o dia 30 de junho, após o leito da estrada ceder com o alto volume de chuva que atingiu a região.

Leia mais
RS-448 cede em Farroupilha e trecho é totalmente interditado
Desmoronamento de trecho da RS-448 completa um mês sem solução definitiva
Obra de alargamento da estrada alternativa de acesso a Nova Roma do Sul começa nessa segunda-feira

O restabelecimento do tráfego na estrada depende da finalização de estudos e projetos, que já estão em andamento. De acordo com o diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino, o estudo geofísico, necessário para avaliar as características do terreno, teve a coleta de dados encerrada na semana passada. Os técnicos da empresa contratada para o trabalho se debruçam agora na elaboração do relatório, que deve ser entregue à direção do Daer até o fim da semana.

— Esse é o principal documento para a definição da solução que será adotada — observa Faustino.

Os técnicos avaliam duas possibilidades para a recuperação da estrada. A primeira é reconstruir o trecho desmoronado, o que demanda ações de estabilização do terreno desde o vale até o leito da rodovia. A outra opção é detonar parte da encosta e desviar o traçado da estrada, inutilizando a parte danificada. A ideia é definir também, a partir das conclusões do estudo, a melhor forma de liberar o trânsito de forma provisória.

Assim que o levantamento geofísico for concluído o foco será no projeto da obra em si. A previsão é de que o plano completo seja entregue até o fim do mês, inclusive com as quantidades de materiais necessários. Caso os prazos sejam cumpridos conforme o previsto, será possível encaminhar a contratação e até mesmo a obra em setembro, já que obras emergenciais exigem menos burocracia.

— O processo de contratação é rápido e feito internamente no Daer. Essa é a nossa prioridade hoje em relação a obras no Estado — destaca Faustino.

O custo e o prazo de execução da reconstrução ainda não estão definidos porque dependem da conclusão do projeto.

Leia também
"Antes da reforma tributária, teria que fazer uma ampla reforma administrativa", diz presidente da CIC de Caxias
Trânsito é liberado na RS-122, entre Farroupilha e São Vendelino, após retirada de caminhão
Chuva retorna à Serra nesta terça-feira, mas temperatura segue amena  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros