VÍDEO: Com uso de barco, trem e trator, bombeiros salvam idosos de enchente em Santa Tereza - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Resgate09/07/2020 | 12h14Atualizada em 10/07/2020 | 10h12

VÍDEO: Com uso de barco, trem e trator, bombeiros salvam idosos de enchente em Santa Tereza

Casa onde eles estavam, próxima do Rio Taquari, ficou ilhada

VÍDEO: Com uso de barco, trem e trator, bombeiros salvam idosos de enchente em Santa Tereza Corpo de Bombeiros/Bento Gonçalves
Bombeiros, Mercinda e Davino viajaram em um dos vagões de trem até Santa Teresa Foto: Corpo de Bombeiros / Bento Gonçalves

A forte chuva que caiu no Estado entre terça (7) e quarta-feira (8) matou um homem em Caxias do Sul, deixou famílias desalojadas, arrastou casas, mas também fez com que histórias terminassem de maneira positiva. Na quarta, uma força-tarefa do Corpo de Bombeiros na Serra, salvou a vida de um casal de idosos e de uma cuidadora no município de Santa Tereza. O resgate de Davino José e Mercinda Michelon, 90 e 85 anos, respectivamente, contou com uso de barco, trem, carreta de trator, além de esforço braçal dos agentes. A casa onde eles estavam fica no distrito de Campinhos e, segundo o comandante da 3ª Companhia Especial dos Bombeiros Militar em Bento Gonçalves, Major Márcio Batista, ficou totalmente ilhada com a cheia do Rio Taquari. 

Por conta da localização de difícil acesso e pela força da água, Michelon, Mercinda e a cuidadora do casal foram levados em um bote até uma parte de chão batido no mesmo distrito. Michelon, então, foi carregado no colo pelos bombeiros, já que sofre com problemas de mobilidade. Ele também faz uso de cilindro de oxigênio para conseguir respirar e, como a residência estava sem energia elétrica há quase um dia, o equipamento não estava carregado. A equipe usou um cilindro reserva, de menor porte, até que chegassem a um posto de saúde. Depois, os bombeiros foram caminhando até Santa Tereza para buscar um novo cilindro, já que o reserva não daria conta sozinho. A caminhada, entre ida e volta, durou cerca de duas horas.

Com o novo equipamento, o casal de idosos foi levado até o trem que liga Campinhos a Santa Tereza em uma carreta de trator. O trem é exclusivo para uso de cargas, mas serviu como transporte para Michelon, Mercinda e os agentes. A cuidadora deles optou por permanecer no postinho. Assim que chegaram em Santa Tereza de trem, foram encaminhados de ambulância para o Hospital Tacchini, em Bento Gonçalves. Segundo o hospital, nesta quinta-feira (9), Michelon segue internado e passa bem. Ele terá alta assim que o oxigênio puder ser instalado novamente em sua casa. ​A mulher dele não precisou dos cuidados hospitalares.

— Pareceu uma novela! Foi um salvamento muito diferente e foi uma corrida contra o tempo para retirar o casal da residência antes que a água tomasse  conta de tudo — diz major Batista, afirmando que quatro bombeiros efetuaram o resgate inusitado.

A forte chuva que caiu no Estado entre terça (7) e quarta-feira (8) matou um homem em Caxias do Sul, deixou famílias desalojadas, arrastou casas, mas também fez com que histórias terminassem de maneira positiva. Na quarta, a Força Tarefa do Corpo de Bombeiros na Serra, salvou a vida de um casal de idosos e de uma cuidadora no município de Santa Tereza. O resgate de Davino José e Mercinda Michelon, 90 e 85 anos, respectivamente, contou com uso de barco, trem, carreta de trator, além de esforço braçal dos agentes. A casa onde eles estavam fica no distrito de Campinhos e, segundo o comandante da 3ª Companhia Especial dos Bombeiros Militar em Bento Gonçalves, Major Márcio Batista, ficou totalmente ilhada com a cheia do Rio Taquari. <!-- NICAID(14541274) -->
Seu Michelon foi carregado no colo em parte do trajeto até o hospitalFoto: Corpo de Bombeiros / Bento Gonçalves

O salvamento do casal e da cuidadora fez parte de uma operação que socorreu 48 pessoas por conta dos estragos causados pela chuva da quarta-feira na região. O número de moradores desalojados chegou a 210, conforme a Defesa Civil. O problema começou a ser registrado na madrugada de quarta-feira com o aumento do nível do rio Taquari/Antas, que represou os arroios Marrecão e Vinte e Dois. Houve casos em que água atingiu o telhado de residências. 

Na manhã desta quinta-feira, a situação parece voltar à normalidade. Os bombeiros trabalham na limpeza da lama que se espalhou pela cidade. 

Leia também
Mais de 1700 pessoas estão fora de casa em São Sebastião do Caí

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros