"Tudo o que meu trabalho não me der, não é meu", diz senegalês que encontrou carteira e devolveu ao dono em Caxias  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Empatia11/07/2020 | 19h51Atualizada em 11/07/2020 | 20h00

"Tudo o que meu trabalho não me der, não é meu", diz senegalês que encontrou carteira e devolveu ao dono em Caxias 

Kama Lo, 31 anos contatou a Brigada Militar para localizar o dono

"Tudo o que meu trabalho não me der, não é meu", diz senegalês que encontrou carteira e devolveu ao dono em Caxias  Jackson Cardoso / Brigada Militar/Divulgação
Kama Lo, 31 anos, entrega a carteira com documentos e dinheiro ao agricultor Rudimar Montemezzo, 38 anos, em Caxias Foto: Jackson Cardoso / Brigada Militar / Divulgação

Um exemplo de caráter e honestidade, em um momento onde milhares de pessoas enfrentam uma crise financeira, e até mesmo se beneficiam de recursos do governo federal sem aparentemente precisar de ajuda, chamou a atenção em Caxias do Sul na última sexta-feira (10). O senegalês Kama Lo, 31 anos, encontrou uma carteira com documentos e R$ 815. Ele contatou a Brigada Militar para localizar o dono e devolver o dinheiro. O fato, que deveria ser rotineiro, se destaca em um tempo em que a empatia e a solidariedade fazem a diferença no dia a dia das pessoas. 

A carteira pertence ao agricultor Rudimar Montemezzo, 38. Ele foi encontrado pelos policiais militares que foram acionados por Kama Lo. O soldado Osnei Dias, da Cavalaria do 12º Batalhão de Polícia Militar, se mobilizou para localizar o agricultor. Foi ele que organizou o encontro para que o senegalês fizesse a entrega.  Ao entregar o objeto ao dono, Kama Lo afirmou:

- Tudo o que meu trabalho não me der, ou que não vem de Deus, não é meu. 

Ele vive há sete anos em Caxias do Sul e é pai de quatro filhos que ainda moram no Senegal. O senegalês trabalha como vendedor ambulante e envia dinheiro à família.  O agricultor, por sua vez, conta que havia ido ao banco sacar o dinheiro pouco antes de perder a carteira. Ele agradeceu e presentou Kama Lo com produtos coloniais e uma recompensa em dinheiro.

Leia também
Prorrogada ação solidária em Caxias do Sul para doação de alimentos da agricultura familiar
Alunos de escola de Caxias do Sul escrevem 600 cartas para pacientes e profissionais da saúde
Cachorro fica ilhado em Paraí e é resgatado pelos bombeiros




 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros