Secretaria da Educação de Caxias e 4ª CRE defendem volta às aulas presenciais por níveis diferentes do ensino - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Retorno em avaliação14/07/2020 | 13h20Atualizada em 14/07/2020 | 13h20

Secretaria da Educação de Caxias e 4ª CRE defendem volta às aulas presenciais por níveis diferentes do ensino

Governo do Estado realizou enquete com órgãos da área para definir calendário

Secretaria da Educação de Caxias e 4ª CRE defendem volta às aulas presenciais por níveis diferentes do ensino Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Aulas presenciais só devem ser retomadas a partir de agosto Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) de Caxias do Sul e a 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE), com sede em Caxias e que atende a 14 municípios, têm opiniões diferentes sobre como deve ser o retorno às aulas presenciais. A primeira defende que o processo comece pela Educação Infantil, enquanto a segunda aponta que o melhor é o retorno pelo Ensino Médio. Ambas participaram de uma enquete do governo do Estado, que englobou 1,5 mil entidades sobre o assunto. 

Para a secretária municipal da Educação, Flávia Vergani, caso a região chegue à bandeira amarela no Modelo de Distanciamento Controlado do Estado, as crianças da Educação Infantil devem ser as primeiras a retornar às salas de aula porque são as que estão em condições mais complicadas neste momento. Com os pais trabalhando, segundo ela, muitas têm ficado com cuidadoras:

— Nesse momento, entendemos que é o nível que mais está necessitando de um olhar diferenciado em função de que existem pessoas cuidando de 10, 12 crianças. É o que chamam de "mães crecheiras", e essa é uma das nossas preocupações.

Leia mais
Escolas de Caxias do Sul aguardam posição do Estado para retorno às aulas presenciais

A sugestão é que depois do retorno da Educação Infantil ocorra a volta dos alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. Conforme a secretária, o momento da alfabetização precisa da presença e da interação do professor. Para garantir a segurança sanitária de estudantes, professores e funcionários, ela diz que a exigência seria seguir todos os protocolos que forem definidos.

Já a titular da 4ª CRE, Viviani Devalle, avalia que os alunos do Ensino Médio têm mais condições de entender o distanciamento e os protocolos necessários. Uma das preocupações é com aqueles que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A coordenadora diz que entende a aflição de quem está no processo de alfabetização, mas que este nível demanda cuidados redobrados: 

— Para um eventual retorno, os cuidados precisam se iniciar desde o momento que se sai de casa, passa pelo transporte escolar, escola e o retorno para casa. Então, precisamos avaliar quem tem mais condições de seguir todos os protocolos corretamente. 

Conforme o secretário da Educação, Faisal Karam, em entrevista a GaúchaZH, o retorno ocorrerá a partir de agosto. 

Leia também
Os nomes bolsonaristas de Caxias do Sul na eleição
Secretário estadual garante que trabalhos de retirada de pedras na Rota do Sol, em Itati, devem começar nesta semana
Hospitais de Caxias do Sul e Vacaria recebem respiradores doados pelo Ministério da Saúde

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros