Queda de barreira rompe adutora em Bento Gonçalves - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Abastecimento01/07/2020 | 18h45Atualizada em 01/07/2020 | 18h45

Queda de barreira rompe adutora em Bento Gonçalves

Previsão de conclusão do conserto é para sexta-feira, até lá, Corsan pede consumo consciente

Queda de barreira rompe adutora em Bento Gonçalves Divulgação / Corsan/Corsan
Limpeza do material que desmoronou da encosta na Estrada do Barracão começou nesta quarta-feira com ajuda da prefeitura Foto: Divulgação / Corsan / Corsan

A adutora que leva a água captada na barragem São Miguel, em Bento Gonçalves, rompeu após uma queda de barreira na Estrada do Barracão, que liga a cidade a Pinto Bandeira. Parte da encosta desmoronou sobre a tubulação por causa da forte chuva ainda nesta terça-feira. Com isso, na tarde desta quarta (1º) dois tubos desprenderam, no total de 10 metros de canos.

Leia mais
"Fico em pânico quando vejo a água subindo", conta moradora sobre cheia do Rio Caí

Segundo Marciano Dal Pizzol, gerente local da Corsan em Bento Gonçalves, essa é a principal rede de abastecimento, responsável por 70% da captação de água bruta da cidade. Em função do rompimento, a adutora teve de ser isolada para conserto e a vazão interrompida. A alternativa foi aumentar a captação feita na outra barragem que abastece o município, a do Barracão.

– Como choveu bastante, é possível que apenas as regiões mais altas acabem sentindo um pouco. Neste momento, trabalhamos com vazão normal, mas o volume de água no Barracão é muito menor que São Miguel, isso quer dizer que não ela não aguenta tanto tempo – explicou Dal Pizzol. 

Cerca de 10 metros de tubos desprenderam da rede que capta água bruta para a cidadeFoto: Divulgação / Corsan

A previsão é que a barragem do Barracão consiga suprir a cidade por cerca de três dias. O conserto está previsto para ser concluído na sexta-feira e o serviço normalizado até sábado. O local é de difícil trabalho porque a tubulação fica em uma encosta, cerca de dois metros acima do nível da estrada. Será preciso, além da limpeza, que começou nesta tarde com ajuda da prefeitura, fazer um escoramento e a interligação dos tubos.

– Seria bom que a população, pelo menos até sábado, fizesse um consumo consciente da água, não lavar carro, calçadas... – pediu o gerente.

A Corsan abastece 100% da área urbana e uma parte da área rural. São cerca de 26 mil ligações em torno de 56 mil unidades consumidoras.

Leia também:
Pesquisa da UFPel projeta mais de 2 mil infectados por coronavírus em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros